PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Minério de ferro tem forte queda de 4,30% na bolsa de Dalian

21/08/2019 08h27

A quarta-feira foi mais um dia de queda para os preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias e futuros da cidade chinesa da Dalian. O ativo de maior volume de negócios, com data de vencimento para o mês de janeiro de 2020, caiu 4,30% a 589,50 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 26,50 iuanes.

No mesmo sentido, a jornada foi também negativa para os papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato de maior liquidez, para outubro do atual calendário, perdeu 40 iuanes para 3.686 iuanes por tonelada, enquanto que o segundo mais negociado, de janeiro do próximo ano, cedeu 37 iuanes para 3.426 iuanes por tonelada do produto.

Os índices acionários chineses tiveram pouca movimentação nesta quarta-feira enquanto o mercado aguarda pistas de autoridades no país e no exterior nesta semana sobre mais suporte ao crescimento em meio à guerra comercial com os Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, endureceu sua retórica comercial na terça-feira, dizendo que teve que confrontar a China mesmo que isso provocasse danos de curto prazo à economia dos EUA porque o governo de Pequim enganou Washington por décadas.

Os mercados na Ásia apostam que os bancos centrais irão interferir e impulsionar o crescimento econômico, conforme autoridades se reúnem em Jackson Hole nesta semana.

Operadores apostam que o Federal Reserve fará outro corte de 0,25 ponto percentual na taxa de juros no próximo mês, e o banco central norte-americano divulga a ata de seu último encontro de política monetária nesta quarta-feira.