PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ações - Futuros dos EUA saltam após Trump afirmar intenção chinesa de negociar

26/08/2019 10h51

Os futuros dos EUA apontavam para uma alta em Wall Street nesta segunda-feira, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que a China queria reabrir as negociações comerciais.

Falando na cúpula do G-7 em Biarritz, na França, Trump disse que recebeu dois telefonemas de autoridades chinesas no fim de semana pedindo novas negociações.

"Esta é a primeira vez que vi que eles realmente querem fazer um acordo, e eu acho que é um passo muito positivo", disse Trump.

O Ministério das Relações Exteriores chinês disse que não sabia de ligações telefônicas entre os dois países, mas o vice-primeiro-ministro Liu He disse que queria resolver as diferenças comerciais da maneira mais calma possível. As tensões aumentaram na sexta-feira depois que tanto os EUA quanto a China anunciaram novas medidas tarifárias e Trump pareceu ameaçar usar poderes de emergência para forçar as empresas dos EUA a pararem de fabricar produtos na China.

O Nasdaq 100 subia 60 pontos ou 0,8% às 7h40, enquanto os futuros do Dow Jones 30 ganhavam 163 pontos ou 0,6% e o S&P 500 subia 13 pontos ou 0,5%.

As ações da tecnologia subiram, com a Apple (NASDAQ:NASDAQ:AAPL) subindo 2,1%, a Advanced Micro Devices (NASDAQ:AMD) subindo 3,3% e a Tesla (NASDAQ:NASDAQ:TSLA) saltando 1,7%. No entanto, esses ganhos não foram nem metade das perdas que as três empresas sofreram na sexta-feira.

A Walt Disney (NYSE:DIS) ganhava 0,9% após relatos de que está colaborando com a Target (NYSE:TGT) para abrir lojas em 25 pontos da Target nos EUA, com outras 40 planejadas até outubro de 2020. A Target subia 0,6%.

Em outro lugar, a Amgen (NASDAQ:AMGN) disse que compraria o tratamento de psoríase Otzela, da Celgene (NASDAQ:CELG), por US$ 11,4 bilhões líquidos sem os impostos. O ativo está sendo vendido como parte da aquisição da Celgene pela Bristol-Myers Squibb (NYSE:BMY).

Na frente econômica, os pedidos de bens duráveis ??para julho saem às 9h30.

Em commodities, o petróleo subia 0,8%, para US$ 54,58 o barril. Os futuros do ouro subiam 0,2%, cotados a US$ 1.540,25 por onça-troy, enquanto o índice do dólar, que avalia o dólar norte-americano em comparação com uma cesta das seis principais moedas, subia 0,3%, para 97,847.