PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Fundador da Marfrig está de olho em ações detidas pelo BNDES, diz jornal

09/09/2019 10h37

Sócio-fundador e principal acionista da Marfrig (SA:MRFG3), o empresário Marcos Molina está de olho nas ações que o do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) possui na companhia, e que devem ser vendidas em breve. Para isso, está procurando instituições financeiras para financiar essa operação. As informações são da edição de domingo, da Coluna do Broad, do jornal O Estado de S.Paulo.

De acordo a publicação, Molina já teria ido atrás de bancos como JP Morgan, Bradesco (SA:BBDC4) e Santander (SA:SANB11). Atualmente, o empresário detém 36,43% das ações da Marfrig (SA:MRFG3), por meio da holding MMS Participações.

Já o banco de fomento, que é o maior sócio, possui fatia que representa 33,74%, que deverá ser colocada à venda como parte da estratégia já anunciada de desinflar o braço de investimentos do banco, o BNDESPar.

Considerando o valor de fechamento das ações da companhia na última sexta-feira na bolsa, a participação do BNDES na Marfrig (SA:MRFG3) teria valor de R$ 1,8 bilhão. Segundo o Estadão, nos bastidores os comentários são que o executivo precisa de apenas uma parte desses valores.

Recentemente, o frigorífico entrou em negociações para uma tentativa de fusão com a BRF (SA:BRFS3), que não saiu do papel. Atualmente, o valor de mercado da Marfrig (SA:MRFG3) é de R$ 5,32 bilhões