PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

XP Investimentos fecha com bancos para coordenação de IPO nos EUA em dezembro

13/09/2019 09h58

Os planos da XP Investimentos de realizar sua oferta inicial de ações deu um próximo passo para a operação que pode acontecer em dezembro. De acordo como site Brazil Journal, a companhia já mandatou o JP Morgan, Goldman Sachs e Morgan Stanley (NYSE:MS), ao lado da própria XP, para coordenar o IPO, dando mais um passo para o que pode ser a abertura de capital mais esperada do ano.

O site cita fontes que afirmam que a XP ainda não definiu se vai realizar o IPO na New York Stock Exchange (NYSE) ou na Nasdaq, sendo certo que vai ocorrer mesmo nos Estados Unidos e que a data prevista é para dezembro, podendo ser postergada para janeiro de 2020.

O Brazil Journal informa que o IPO deve ser de uma oferta primária, que seria de uma grandeza de 80/20, com a XP devendo fazer um filing confidencial junto à SEC nas próximas semanas.

A coordenação da oferta, diz a publicação, foi disputada por mais de dez bancos. O site cita fontes que afirmam que a XP deve ser comparada a empresas cuja receita cresce mais de 30% ao ano, tenham mais de US$ 10 bilhões de valor de mercado, gerem resultado líquido e tenham um modelo de negócios disruptivo. Essas características colocam a companhia a buscar valuations de fintechs como Square (NYSE:SQ), Shopify e MercadoLivre.

Segundo o Brazil Jorunal, a XP deve ter um lucro líquido de R$ 1 bilhão 2019, mais do que dobrando o apurado em 2018, com ativos sob custódia ultrapassando os R$ 300 bilhões. A companhia tem uma meta de R$ 1 trilhão de ativos sob custódia até o final de 2020.