PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

CHARGE: Más notícias não impedem que índices se aproximem de máximas históricas

26/09/2019 12h11

Por Jesse Cohen

Os mercados financeiros até agora ignoraram as notícias de uma investigação de impeachment contra o presidente Donald Trump, com investidores contando a perspectiva de o inquérito não avançar muito.

Os investidores estão analisando a decisão dos democratas na terça-feira de iniciar um processo de impeachment contra o presidente Trump por ter manipulado uma ligação ao presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy.

Um resumo da ligação divulgada posteriormente pelo governo na quarta-feira mostrou que Trump pressionou Zelenskiy para investigar o ex-vice-presidente Joe Biden - principal rival democrata de Trump - mas não provou que Trump estivesse ameaçando negar ajuda.

A dúvida sobre a probabilidade de impeachment é a maioria dos republicanos de Trump no Senado, que pode ser usada para anular qualquer tentativa de remover o presidente do cargo.

O S&P 500 alcançou seu maior ganho diário em duas semanas na quarta-feira, levando-o de volta ao seu recorde, com os investidores parecendo imperturbáveis ??com a mais recente incerteza na frente comercial EUA-China, temores de desaceleração global e preocupações geopolíticas no Oriente Médio, à medida que as tensões entre os EUA, a Arábia Saudita e o Irã permanecem elevadas.

No entanto, a divulgação do documento de um delator alegando que Trump usou o cargo para solicitar a interferência da Ucrânia na eleição presidencial do ano que vem nos EUA derrubaram os mercados nesta quinta-feira. O S&P 500 recua 0,44% a 2.971 pontos, ainda próximo das máximas históricas de 3.000 pontos.

Para ver mais dos quadrinhos semanais do Investing.com, visite:

http://br.investing.com/analysis/comics

- A Reuters contribuiu para esta matéria.