PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Minério de ferro fecha em baixa na bolsa chinesa de Dalian

14/10/2019 08h15

A jornada desta segunda-feira foi marcada por uma importante queda para os preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento em janeiro de 2020, cedeu 2,37%, fechando a 638,50 iuanes por tonelada, diante de valor de liquidação de 654,00 iuanes/t de sexta-feira.

No mesmo sentido, a abertura da semana também teve perdas nos casos dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na bolsa de mercadorias da também cidade chinesa de Xangai. O contrato de maior liquidez, para janeiro de 2020, cedeu 45 iuanes para 3.352 iuanes por tonelada, enquanto que o de maio do mesmo ano, caiu 26 iuanes para 3.201 iuanes por tonelada.

As exportações da China em setembro caíram mais do que o esperado, enquanto as importações se contraíram pelo quinto mês consecutivo. Em setembro, houve uma escalada na disputa comercial sino-americana, com os dois lados cobrando tarifas adicionais sobre as importações do outro país.

Enquanto isso, o sentimento foi impulsionado pelo progresso na frente de negociações, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, esboçou na sexta-feira a primeira fase de um acordo comercial com a China, bem como a suspensão de um aumento de tarifas programado para ser imposto a partir de 15 de outubro.

Isso aumentou as esperanças de que o fim da disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo resultou em um crescimento econômico global mais lento.

No entanto, Trump disse que pode demorar até cinco semanas para ser assinado, reconhecendo que o acordo pode desmoronar nesse período."Parece que os investidores continuam um pouco decepcionados com a natureza limitada do acordo comercial EUA-China, mas permanecem otimistas de que as fases 2 e 3 serão concretizadas", disse Stephen Innes, estrategista de mercado da Ásia-Pacífico da AxiTrader em nota.