PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ambev avança e Usiminas cai na véspera de divulgação de resultados trimestrais

24/10/2019 16h16

A sexta-feira será a vez da divulgação do balanço do terceiro trimestre de outros dois importantes nomes da bolsa brasileira: Ambev (SA:ABEV3) e Usiminas (SA:USIM5). Na espera dos resultados, as ações têm comportamentos bastante distintos, com a fabricante de bebidas com forte alta e a siderúrgica com perdas expressivas.

Veja o Calendário de Balanços no Investing.com

Por volta das 15h58, os papéis da Ambev (SA:ABEV3) avançavam 3% a R$ 19,24, com os da Usiminas (SA:USIM5) recuando 2,94% a R$ 7,26.

Confira o consenso do mercado as projeções do BTG Pactual (SA:BPAC11) para os resultados e, no caso da Usiminas (SA:USIM5), também a expectativa da Eleven Financial.

Ambev (SA:ABEV3)

A fabricante de bebidas deve reportar que teve, no terceiro trimestre do ano, lucro líquido por ação de R$ 0,16, o que fica abaixo dos R$ 0,18 registrados no mesmo período de 2018 e também mais fraco na comparação com o trimestre passado, que foi de R$ 0,17, com expectativa dos analistas de R$ 0,15.

O consenso aponta que a Ambev (SA:ABEV3) fechou o período com receitas de R$ 12,4 bilhões, o que supera o desempenho de R$ 11,06 bilhões do intervalo de julho a setembro de 2018, quando eram esperados 12,14 bilhões. Já no segundo trimestre, as entradas foram de R$ 12,15 bilhões, diante de estimativa de R$ 11,83 bilhões.

O BTG Pactual (SA:BPAC11) estima que a Ambev (SA:ABEV3) deva registrar no terceiro trimestre um lucro de R$ 2,631 bilhões, ficando acima do consenso do mercado que é de R$ 2,537 bilhões. Já para as receitas, a aposta é de R$ 12,790 bilhões, também acima do esperado. No caso do Ebitda, as projeções são de R$ 4,707 bilhões, com margem de 37%, diante da mediana do mercado de R$ 4,832 bilhões e margem de 39%.

Usiminas (SA:USIM5)

A siderúrgica mineira deve apresentar um terceiro trimestre com resultado de lucro de R$ 0,13 por ação, o que ficará abaixo dos R$ 0,44 reportados um ano antes. Na época, a expectativa era R$ 0,42 para cada papel. Já no segundo trimestre de 2019, o resultado foi de R$ 0,21, abaixo dos R$ 0,22 esperados.

Em relação às receitas, o mercado projeta que a Usiminas (SA:USIM5) tenha fechado o período com R$ 3,78 bilhões, sendo que no mesmo período de um ano atrás foi de R$ 3,86 bilhões, em linha com o mercado. Já no segundo trimestre, o resultado foi de R$ 3,69 bilhões.

A Eleven Finacial espera resultado fraco, abaixo do reportado no segundo trimestre, reflexo de um mix de demanda fraca, preços estáveis (embora de uma base fraca) e custos elevados. Nem mesmo a alta expressiva na exportação de minério de ferro deverá equilibrar o aumento de custos e suprir os demais resultados fracos.

A casa da analises trabalha com receita líquida de R$ 3,935 bilhões, com lucro líquido de R$ 132 milhões, queda de 54,4% na comparação anual. Para o Ebitda, a aposta é de R$ 486 milhões (contra R$ 703 milhões de 2018) e margem de 12,3%, queda de 5,9 pontos em 12 meses.

Já o BTG (SA:BPAC11) trabalha com estimativa de lucro de R$ 28 milhões, contra os R$ 40 milhões do consenso, e receitas de R$ 3,804 bilhões. Já para o Ebitda, a aposta é de 483 milhões e margem de 13%, contra mediana do mercado de R$ 461 milhões e margem de 12%.