PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Localiza tem lucro pressionado por venda de carros e lidera perdas do Ibovespa

24/10/2019 10h29

Com resultado abaixo do esperado pelo mercado no terceiro trimestre, as ações da Localiza operam com forte desvalorização, figurando, ao lado da CSN, entre as maiores quedas do Ibovespa. O resultado refletiu maior pressão nos preços para venda de carros, o que resultou em despesas com depreciação.

Com isso, por volta das 10h30, os papéis eram transacionados com perdas de 5,12% a R$ 42,13.

A maior empresa de locação de veículos e gestão de frotas do país anunciou teve lucro líquido de R$ 204,7 milhões no período, abaixo da previsão média de analistas compilada pela Refinitiv, de R$ 235,5 milhões.

Considerados efeitos contábeis que excluem o IFRS 16, o lucro de julho a setembro, de 205,9 milhões de reais, foi 28,8% maior do que em igual período de 2018.

Já o resultado operacional da companhia medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), de 545,1 milhões de reais, veio acima da previsão média de analistas, de 529,9 milhões de reais.

Aplicando mesmo critério contábil de exclusão do IFRS 16, o Ebitda de 502,4 milhões de reais, foi 26,8% maior ano a ano. Um resultado ainda melhor foi impedido pelo salto de 71,8% na depreciação de carros, para 145,2 milhões de reais.

Para a Mirae Asset, no geral o resultado foi mais fraco do que o esperado, mas se mantem sólido e com excelentes perspectivas para o ano de 2020, uma vez que com a expectativa de melhora na economia, inflação e juros baixos, e recuperação gradual da economia, devem continuar impactando positivamente na demanda por aluguel de carros. Com isso, os analistas esperam uma recuperação nas vendas de automóveis e consequentemente melhora de margens nas vendas dos automóveis usados da Localiza.