PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Klabin tem queda após registrar lucro de R$ 207 milhões no 3º trimestre

28/10/2019 11h58

As ações da Klabin (SA:KLBN11) operam com desvalorização no início da tarde desta segunda-feira (28) na B3. Mais cedo, a companhia informou que teve lucro líquido de R$ 207 milhões no terceiro trimestre crescimento ante o desempenho de R$ 104 milhões obtido no mesmo período do ano passado, apesar de queda no volume vendido e na receita líquida.

Por volta das 12h55, os ativos recuavam 1,39% a R$ 15,57.

A empresa teve recuo de 6% no volume vendido entre julho e fim de setembro, para 799 mil toneladas, enquanto o faturamento líquido caiu 12%, para R$ 2,48 bilhões. O resultado foi impulsionado por um ganho fiscal de 1 bilhão de reais após vitória na justiça em caso que questionava a cobrança de ICMS na base de cálculo da PIS/Cofins.

Os "créditos extemporâneo de R$ 1 bilhão ... trouxeram incremento líquido de R$ 620 milhões em Ebitda ajustado no período", afirmou a Klabin (SA:KLBN11) no balanço.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da companhia no período subiu 12% na comparação anual, para R$ 1,39 bilhão. Se desconsiderado o efeito do crédito, o Ebitda ajustado teria sido R$ 776 milhões.

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 594,5 milhões e Ebitda de cerca de R$ 1 bilhão para a Klabin (SA:KLBN11) no terceiro trimestre, segundo dados da Refinitiv. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis.

A Klabin (SA:KLBN11) terminou o trimestre com uma relação de dívida líquida sobre Ebitda de 3,4 vezes em reais ante 3 vezes no segundo trimestre e 3,4 vezes no terceiro trimestre de 2018. Em dólares, a alavancagem passou de 3 vezes no final de setembro do ano passado para 3,1 vezes neste ano.