PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Ações - Futuros dos EUA caem com China duvidando de acordo comercial

31/10/2019 10h01

Os contratos futuros caíam na quinta-feira depois que a Bloomberg informou que autoridades chinesas duvidam que um acordo comercial com os EUA aconteça.

Autoridades culparam o presidente dos EUA, Donald Trump, e sua natureza impulsiva e temem que ele possa desistir, mesmo que ambos dêem sinais de se preparem para assinar um acordo nas próximas semanas. Os chineses alertaram que não vão mexer em certas questões, informou a Bloomberg, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

O Nasdaq 100 caía 22 pontos ou 0,3% às 7h41, enquanto os contratos futuros do Dow caíam 90 pontos ou 0,3% e os futuros do S&P 500 caíam 10 pontos ou 0,4%.

Os futuros começaram no verde depois que o Federal Reserve cortou as taxas de juros em 25 pontos base pela terceira vez este ano na quarta-feira. O presidente Jerome Powell disse em entrevista coletiva que o banco central fará uma pausa nos cortes de taxas por enquanto, a menos que a inflação aumente "significativamente".

A Starbucks (NASDAQ:SBUX) aumentava 3,3% no comércio pré-mercado depois que a cafeteira disse que café gelado e outras bebidas geladas ajudaram a aumentar as vendas em mesmas lojas em 5% globalmente. O Facebook (NASDAQ:FB) subia 4,7% com o forte crescimento contínuo de lucros e receitas, enquanto o Lyft (NASDAQ:NASDAQ:LYFT) subia 2,5%, pois os ganhos foram melhores do que o esperado, com a empresa de compartilhamento de viagens perdendo menos dinheiro do que o previsto no último trimestre.

Enquanto isso, a Western Digital (NASDAQ:WDC) caía 7,5% depois que seu CEO Steve Milligan disse que planeja se aposentar.

Em commodities, os contratos futuros de ouro subiam 0,7%, para US$ 1.507,95 por onça troy, enquanto o índice dólar, que mede a força da moeda norte-americana em comparação com uma cesta das seis principais divisas, caía 0,4%, para 97,062. Os contratos futuros de petróleo caíam 0,2%, para US$ 54,95 por barril.

PUBLICIDADE