PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Oi adia balanço para dezembro; posição de caixa é de R$ 3,2 bi

06/11/2019 19h34

A Oi (SA:OIBR3) adiou a divulgação do balanço do 3º trimestre de 2019 para o dia 2 de dezembro. A publicação estava marcada para o dia 13 deste mês.

A telefônica informou que o prazo é necessário para apresentar a auditoria relativa aos anos de 2016 a 2018, como parte da exigência da SEC (a 'CVM' dos EUA) em relação ao processo de recuperação judicial.

A Oi informou ainda que sua posição de caixa, não auditada, era de R$ 3,192 bilhões em 30 de setembro.

Penny stock

O adiamento ocorre um dia depois das ações da empresa - que está em recuperação judicial desde 2016 - terem fechado abaixo de R$ 1,00 pelo 30º pregão seguido na B3.

Pelas regras da B3, quando isso acontece, a bolsa deve notificar a empresa para que esta apresente um plano de recuperação do valor dos seus papéis no prazo de 15 dias. As ações devem voltar ser negociadas acima de R$ 1,00, por um período mínimo de 6 meses.

Hoje (6), as ações da Oi (SA:OIBR3) fecharam a R$ 0,95, com de alta de 1,06%, atingindo, assim, o 31º dia consecutivo abaixo de R$ 1,00.

A empresa notificada precisa detalhar ao mercado quais as medidas que serão tomadas e o prazo de cumprimento para reverter o cenário. Se o plano não for apresentado, a empresa fica sujeita à aplicação de multa pela B3.

No Brasil, quando as ações de uma companhias são negociados abaixo de R$ 1,00, estas podem ser consideradas penny stocks, expressão em inglês com origem nos EUA que teria um significado semelhante a "tostões" em português.