PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Petrobras recua com decisão de reduzir em 10% investimentos até 2024

28/11/2019 14h25

As ações da Petrobras (SA:PETR4) operam com moderada queda na parte da tarde desta quinta-feira depois da estatal informar que seu Conselho de Administração aprovou investimentos de US$ 75,7 bilhões dentro do novo plano de negócios para o período de 2020 a 2024, redução de 10% ante o programa anterior, segundo fato relevante divulgado mais cedo.

Por volta das 14h25, as ações preferenciais da Petrobras (SA:PETR4) caíam 0,68%, a R$ 29,13, entre os destaques negativos do Ibovespa, com a produção esperada para 2020 ficando praticamente estável da projetada para 2019. As ações ordinárias (SA:PETR3) da companhia recuavam 0,83%.

Os investimentos se comparam a uma previsão de US$ 84,1 bilhões anunciada em dezembro do ano passado para o plano do período de 2019 a 2023.

Do total de investimento previsto até 2024, Petrobras (SA:PETR4) afirmou que destinará 85% para atividade de exploração e produção, ou US$ 64,3 bilhões. No plano anterior, a projeção para E&P era de US$ 68,8 bilhões em cinco anos.

A redução nos investimentos totais ocorre em meio a um grande programa de vendas de ativos, que deverá envolver cerca de metade do parque de refino, entre outras unidades, com a empresa focando na exploração do pré-sal.

Os desinvestimentos previstos no plano deverão variar entre US$ 20 bilhões a US$ 30 bilhões para o período 2020-2024, tendo a maior concentração nos anos de 2020 e 2021.

A empresa tem a meta de reduzir em cerca de metade a capacidade de seu parque de refino, para 1,1 milhão de barris ao dia, concentrando as atividades no Sudeste, principal polo consumidor do país.

A projeção é de que a venda das refinarias alcance vários bilhões de dólares.