PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Ouro cai em dia de negociações tranquilas, enquanto os compradores recuam

29/11/2019 12h40

As cotações do ouro estavam prestes a terminar a semana no limite mais baixo de seu recente histórico em dia de negociações mais tranquilas, já que o feriado de Ação de Graças e uma enxurrada de dados econômicos da Europa mantiveram os volumes limitados.

Às 11h10 (horário de Brasília), os futuros de ouro para entrega na bolsa Comex estavam estáveis ??desde o final da quinta-feira a US$ 1.461,25 por onça troy. O ouro à vista caiu 0,2%, para US$ 1.455,22, tendo caído para US$ 1.453,13. Ambos tiveram uma alta fracionária após dados do PIB do Canadá no terceiro trimestre mais fracos do que o esperado, que mostraram uma forte desaceleração e aumentaram a probabilidade de novos cortes nas taxas de juros.

Os preços do ouro estão sob pressão nos últimos dias devido à crescente confiança em um acordo comercial EUA-China e a dados que mostram que o banco central chinês não comprou ouro pela primeira vez em 10 meses em outubro. A demanda física de compradores privados chineses também enfraqueceu nas últimas semanas em resposta a preços altos, segundo o Conselho Mundial do Ouro.

Dados anteriores de inflação acima da esperada da zona do euro e uma queda surpreendente no desemprego na alemanha, além de sólidos dados de crescimento da França, combinaram-se para limitar qualquer ganho obtido durante a noite em meio a fortes quedas nas bolsas de valores chinesas.

Os números reduziram as perspectivas já escassas de qualquer estímulo adicional na reunião do Banco Central Europeu em dezembro, a primeira sob a nova presidente Christine Lagarde.

Os índices de Xangai e Hang Seng caíam acentuadamente à frente do que se espera ser outro final de semana tenso de protestos em Hong Kong, possivelmente encorajado pelo conhecimento do apoio dos EUA.

O presidente Donald Trump assinou nesta quarta-feira a Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong, que permitiria que os EUA usassem sanções comerciais contra a China se violar suas obrigações de respeitar a autonomia de Hong Kong.

Em outros metais preciosos, os contratos futuros de prata caíam 0,5%, a US$ 16,97 a onça, enquanto os futuros de platina subiram 0,7%, a US$ 901,20 a onça.