PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

ABERTURA: Ibovespa futuro segue exterior positivo e abre em alta; dólar estável

06/12/2019 09h20

A jornada desta sexta-feira começa com valorização de 0,11% aos 110.940 pontos para o índice Ibovespa Futuros às 09h16, com o dólar comercial com leve alta de 0,10% a R$ 4,1899. O mercado segue monitorando as negociações comerciais entre Estados Unidos e China e à espera de indicadores do mercado de trabalho nos EUA. Por aqui, os dados do IPCA movimentam o dia.

- Cenário Interno

IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,51 por cento em novembro, após alta de 0,10 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

No acumulado de 12 meses até novembro, o IPCA teve alta de 3,27 por cento, contra alta 2,54 por cento do mês anterior.

Pesquisa da Reuters apontou que a expectativa de analistas era de alta de 0,46 por cento em novembro, acumulando em 12 meses alta de 3,23 por cento.

Preços

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que a alta nos preços de alguns produtos é "natural" e garantiu que seu governo não fará tabelamento de preços, política que disse ter fracassado no passado no Brasil.

"Sabemos que o pessoal está reclamando de algum preço que sobe, é natural. Assim como nós compramos, nós vendemos e também compramos. É a lei da oferta e da procura", disse o presidente em sua transmissão semanal ao vivo em uma rede social, feita nesta quinta do carro que o levava ao Maracanã, onde assistirá à partida entre Flamengo e Avaí pelo Campeonato Brasileiro.

"Não tenho como tabelar preço. O pessoal fica achando que eu vou tabelar preço. Não vai haver tabelamento, essa política não deu certo no Brasil e em nenhum outro lugar do mundo", acrescentou.

- Cenário Externo

Impeachment de Trump

Alertando que a democracia norte-americana está em jogo, a presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse nesta quinta-feira que pediu a um comitê da casa que prepare os artigos do impeachment contra o presidente Donald Trump, um passo histórico que estabelece uma luta para removê-lo do cargo.

Discursando em tom sombrio em um pronunciamento televisionado, Pelosi acusou o presidente republicano de abusar de seu poder e fez uma alusão ao rei britânico George 3º, o monarca contra o qual as colônias norte-americanas se rebelaram para formar os Estados Unidos em 1776, dizendo que nos Estados Unidos "o povo é o rei".

"Nossa democracia está em jogo. O presidente não nos deixa escolha a não ser agir, porque ele está tentando corromper, novamente, a eleição para o seu próprio benefício. O presidente participou de abuso de poder, prejudicando nossa segurança nacional, e ameaçando a integridade das nossas eleições", disse Pelosi, a principal democrata no Congresso americano.

EUA – China

A China informou nesta sexta-feira que vai abrir mão de tarifas sobre alguns embarques de soja e carne suína dos Estados Unidos, no momento em que os dois lados tentam fechar um acordo para acabar com sua guerra comercial.

As isenções de tarifas foram baseadas em pedidos de empresas individuais para importações de soja e carne suína dos EUA, disse o Ministério das Finanças em comunicado, citando uma decisão do gabinete do país. Ele não especificou as quantidades envolvidas.

A China adotou tarifas de 25% sobre soja e carne de porco norte-americanos em julho de 2018 como uma contramedida às tarifas impostas por Washington devido a alegações de que a China rouba e força a transferência de propriedade intelectual dos EUA a empresas chinesas.

A isenção acontece em meio a negociações entre EUA e China para concluir a "fase um" de um acordo para afastar a guerra comercial que tem afetado os mercados financeiros, as cadeias de oferta e o crescimento econômico global.

BOLSAS INTERNACIONAIS

A jornada desta sexta-feira foi marcada por uma nova queda moderada nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são transacionadas na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para maio do próximo ano, recuou 0,24% a 620,50 iuanes por tonelada, variação de 1,5 iuan em relação ao valor de liquidação da véspera, que foi de 622,00 iuanes/t.

Em sentido oposto, a sessão foi de leve valorização para os papéis futuros do vergalhão de aço, que são negociados na também chinesa bolsa de mercadorias da cidade de Xangai. O contrato de maior liquidez, com entrega para maio de 2020, somou 8 iuanes para 3.437 iuanes por tonelada. Já o segundo com maior volume, de janeiro do mesmo ano, ficou estável a 3.609 iuanes/t.

A sessão traz sinais positivos para os mercados acionários da Europa. Em Frankfurt, o DAX opera com ganhos de 0,22% aos 13.084 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE avança 0,70% aos 7.188 pontos. Já em Paris, o CAC soma 0,40% aos 5.824 pontos.

COMMODITIES

A jornada desta sexta-feira foi marcada por uma nova queda moderada nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são transacionadas na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento para maio do próximo ano, recuou 0,24% a 620,50 iuanes por tonelada, variação de 1,5 iuan em relação ao valor de liquidação da véspera, que foi de 622,00 iuanes/t.

Em sentido oposto, a sessão foi de leve valorização para os papéis futuros do vergalhão de aço, que são negociados na também chinesa bolsa de mercadorias da cidade de Xangai. O contrato de maior liquidez, com entrega para maio de 2020, somou 8 iuanes para 3.437 iuanes por tonelada. Já o segundo com maior volume, de janeiro do mesmo ano, ficou estável a 3.609 iuanes/t.

No caso do petróleo, na manhã desta sexta-feira, os preços estão perto da estabilidade. Em Londres, o barril do tipo Brent tem alta de 0,03%, ou US$ 0,02, a US$ 63,41. Já em Nova York, o WTI cai 0,07%, ou US$ 0,04, a US$ 58,39.

MERCADO CORPORATIVO

- Setor Elétrico

As projeções oficiais de carga de energia para o sistema elétrico interligado do Brasil em 2020 foram elevadas nesta quinta-feira, para alta de 4,2%, ante previsão anterior de avanço de 3,7%, segundo boletim da estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e órgãos técnicos do setor.

As expectativas para 2019, por outro lado, foram reduzidas e agora apontam para crescimento de 2,1% na comparação anual, frente a estimativa anterior de alta de 2,7%.

Os novos números devem-se à incorporação de uma visão mais otimista para o desempenho da economia brasileira em 2020, com expansão de 2,3% no Produto Interno Bruto (PIB), contra PIB de 2% considerado anteriormente.

No período entre 2021 e 2024, a carga— que representa soma do consumo com as perdas na rede elétrica — deverá crescer 3,7% ao ano, apontaram as projeções, realizadas com apoio da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

- Neoenergia

O grupo espanhol de energia Iberdrola (MC:IBE) IBC.MC anunciou nesta quinta-feira acordos junto ao banco europeu EIB para financiamento de projetos, incluindo parques eólicos de sua controlada no Brasil, Neoenergia.

O banco da União Europeia irá emprestar até 250 milhões de euros, ou cerca de 1,16 bilhão de reais, para apoiar a implementação pela Neoenergia de 15 parques eólicos no Nordeste do Brasil.

O contrato de financiamento tem prazo de 15 anos, sendo três anos de carência para o principal, com desembolsos previstos em até 36 meses após a data de assinatura, afirmou a Neoenergia em comunicado em separado.

A empresa acrescentou que buscará proteção contra variações cambiais na operação por meio de instrumento financeiro, conforme previsto na política da companhia para transações com moeda estrangeira.

Os recursos do EIB vão para usinas eólicas do complexo Oitis, na Bahia e Piauí, e do parque Chafariz, na Bahia, empreendimentos que somarão capacidade instalada total de 520 megawatts.

- Construção Civil

A comercialização de cimento no Brasil em novembro teve seu quinto mês seguido de alta na comparação com o mesmo período do ano passado, guiada por recuperação do mercado imobiliário, afirmou nesta quinta-feira o Snic, sindicato que reúne os produtores do insumo no país.

As vendas de cimento em novembro subiram 3,9% sobre um ano antes, para 4,72 milhões de toneladas, acumulando no ano crescimento de 3,6%, para 50,5 milhões de toneladas.

"A melhora do ambiente macroeconômico possibilitou essa retomada. A inflação baixa e controlada, aliada as novas linhas de financiamento com juros mais atrativos e uma nova modalidade, com indexador de inflação (INPC) mais juros aqueceram o mercado imobiliário", disse em comunicado à imprensa o presidente do Snic, Paulo Camillo Penna.

Apesar do crescimento, o setor ainda contabiliza uma defasagem de cerca de 23% no volume de vendas em relação a 2014, melhor ano da história recente da indústria de cimento.

- Renovabio

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira medidas necessárias para definição da estrutura do RenovaBio, cumprindo prazo definido para atuação do regulador no cronograma do programa de incentivo aos biocombustíveis, que tem início das operações previsto para 24 de dezembro.

O RenovaBio, criado pelo governo anterior, de Michel Temer, busca impulsionar o uso de combustíveis renováveis no país e ajudar na redução de emissões de gases do efeito estufa.

A primeira medida ligada à iniciativa aprovada pela diretoria da ANP foi resolução que estabelece procedimentos para geração de lastro necessário à emissão primária de Créditos de Descarbonização (CBIOs), disse a reguladora em nota.

- Setor Automotivo

Brasil e Paraguai conseguiram fechar, no último dia da cúpula do Mercosul, um acordo automotivo para liberar o comércio de veículos e autopeças entre os dois países, completando o ciclo de negociações desse tipo entre o Brasil e os países do bloco.

Um acordo do mesmo tipo foi assinado em junho com a Argentina e já existe um anterior a esse com o Uruguai. A intenção do governo brasileiro e dos demais países é agora integrar o setor automotivo às normas do Mercosul.

Altamente taxado, o setor automotivo era uma das exceções do comércio do bloco.

O Brasil pretende ainda, ao conseguir adequar os veículos nas regras do Mercosul, trabalhar para reduzir a tarifa externa comum do setor automotivo, que hoje é a mais alta entre todos os setores do bloco, em 35%.

- Cruzeiro do Sul – Positivo

A Cruzeiro do Sul Educacional anunciou nesta quinta-feira a compra da Universidade Positivo, no Paraná, ampliando sua base de alunos em 33 mil estudantes.

O valor do negócio não foi revelado. Dos 33 mil alunos da Universidade Positivo, 23 mil estudam na modalidade presencial em oito campus da empresa.

Em comunicado, o presidente da Positivo Educacional, Lucas Guimarães, afirmou que com a venda encerra a reorganização do portfólio de ativos do Grupo Positivo, que tem atuação no setor de tecnologia por meio da Positivo Tecnologia.

Com a aquisição, a Cruzeiro do Sul Educacional passa a atender cerca de 350 mil alunos e a contar com mais de 9.100 funcionários, por meio de 17 instituições presenciais de educação básica e ensino superior nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte-Nordeste.

O Grupo Positivo tinha colocado à venda suas divisões de educação à venda em meados do ano passado, buscando ofertas para três unidades de educação separadas: a universidade, escolas privadas e sistemas de ensino, disseram fontes à Reuters na época. Em maio deste ano, a Arco Platform comprou o Sistema Positivo de Ensino por 1,65 bilhão de reais.

- TIM (SA:TIMP3)

A TIM (SA:TIMP3) vai considerar comprar a unidade móvel da rival Oi (SA:OIBR3) se ela for colocada à venda, disse o presidente-executivo da operadora, Pietro Labriola, nesta quinta-feira.

"As frequências são um recurso importante para qualquer operadora, não apenas para a TIM (SA:TIMP3)", disse Labriola a jornalistas em um evento da empresa em São Paulo. Ele acrescentou, no entanto, que é improvável que apenas uma operadora seja capaz de adquirir toda a unidade da Oi (SA:OIBR3), já que as autoridades de defesa da concorrência analisariam atentamente uma eventual transação.

Com base na concentração do espectro, a TIM (SA:TIMP3) pode ter a maior participação na divisão móvel da Oi (SA:OIBR3), disse ele. "É difícil que uma operadora consiga ficar com todo espectro da Oi... Quem tem mais possibilidade de pegar pedaço maior somos nós", afirmou.

As declarações foram feitas alguns dias depois que o vice-presidente de operações da Oi (SA:OIBR3), Rodrigo Abreu, confirmou a contratação de consultores financeiros para avaliar a unidade móvel.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

O site do Palácio do Planalto informa que o único compromisso público do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira é a participação na solenidade de promoção dos novos aspirantes a oficial da Força Aérea Brasileira (FAB).

- Paulo Guedes

- Abertura do evento "BNDES com S de Social e Saneamento";

- Audiência com o presidente do Credit Suisse, José Olympio Pereira, e com o presidente do Conselho do Credit Suisse, Ilan Goldfajn;

- Audiência com o presidente da AMBEV (SA:ABEV3), Jean Jereissati;

- Audiência com o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Carlos Moraes;

- Audiência com o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins.

*Com Reuters