PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

O CEO da Audi, Stadler, afirma: "Planejamos continuar a crescer em 2016"

Audi AG

03/03/2016 19h45

INGOLSTADT, Alemanha, 3 de março de 2016 /PRNewswire/ --

Ano fiscal de 2015: receita de €58 bilhões, com lucro operacional de mais de €4,8 bilhões, retorno operacional sobre vendas de 8,3% Antes dos itens especiais: lucro operacional de €5,1 bilhões e retorno operacional sobre vendas de 8,8% O CEO da Audi, Rupert Stadler, afirma: "Este ano, investiremos mais de €3 bilhões e avançaremos o uso da eletricidade e da digitalização" O Grupo Audi planeja lançar mais de 20 modelos novos ou revisados, para continuar a ter crescimento em 2016. Apesar de grandes desafios, a empresa, baseada em Ingolstadt, teve desempenho positivo no ano passado e definiu um novo recorde de vendas: as entregas mundiais aumentaram em 3,6%, em comparação a 2014, ou 1.803.246 veículos. Como resultado da alta demanda, a empresa alcançou um novo recorde também de receita, informando o valor de €58,4 bilhões. O lucro operacional foi de €4,8 bilhões, e o lucro operacional antes dos itens especiais de €5,1 bilhões ficou no mesmo alto nível do ano anterior. Antes do lançamento mundial de modelos importantes, como o novo Audi A4, o retorno operacional sobre vendas foi de 8,3%, apesar das condições desafiadoras, e estava, portanto, dentro do parâmetro estratégico de 8% a 10%. Antes dos itens especiais, era de 8,8%.

Foto - http://photos.prnewswire.com/prnh/20160303/340070

Foto: http://photos.prnewswire.com/prnh/20160303/340071

Este ano, a Audi manterá a alta velocidade da sua iniciativa de produtos. Com o novo Audi Q2, por exemplo, a empresa pretende conquistar um novo segmento de mercado e continuar a história de sucesso da família Q. Ao mesmo tempo, a Audi está desenvolvendo as principais áreas de eletrificação e digitalização. Planeja-se um investimento de mais de €3 bilhões em 2016. No México, será aberta uma nova fábrica de automóveis ultramoderna. Além disso, mais de 1.200 especialistas em áreas estratégicas para o futuro serão contratados na Alemanha.

Durante a Conferência Anual de Imprensa, realizada na sede da empresa, em Ingolstadt, Rupert Stadler, presidente do Conselho de Administração da AUDI AG, declarou: "Nós dominamos com sucesso um ano de desafios. Vamos agora investir, somente em 2016, mais de €3 bilhões para a mobilidade do futuro e avançaremos com a eletrificação e a digitalização dos nossos produtos".

A AUDI AG atingiu vendas recordes de unidades em 2015: em todo o mundo, as entregas aumentaram para 1.803.246 veículos (2014: 1.741.129), representando um crescimento de 3,6%, em comparação com 2014.

Principalmente devido ao elevado nível de demanda, o Grupo Audi estabeleceu um novo recorde também para as receitas: em comparação com 2014, a receita cresceu 8,6%, chegando a €58,420 milhões (2014: €53,787 milhões).

Apesar das elevadas despesas para a expansão da estrutura de produção internacional e de novos modelos e tecnologias, o lucro operacional ficou no alto nível do ano anterior. Em 2015, o Grupo Audi teve lucro operacional após itens especiais de €4,836 milhões. Ajustado aos itens especiais, o lucro operacional foi de €5,134 milhões, ficando, assim, no nível do ano anterior (2014: €5,150 milhões). Isso representa um retorno operacional de 8,8% sobre as vendas (2014: 9,6%). Também após os itens especiais, o retorno operacional sobre as vendas de 8,3% ficou dentro do parâmetro estratégico de 8% a 10%.

Os itens especiais estão relacionados, principalmente, com a questão do diesel, com os motores TDI de seis cilindros. Eles incluem despesas financeiras para as medições técnicas, riscos legais e atividades de vendas. O CEO Stadler afirmou, no evento: "Lamentamos o que aconteceu. Vamos assegurar total transparência e garantir que faremos tudo certo". Devido a um acordo válido com a Volkswagen AG, os motores TDI de quatro cilindros afetados não têm impacto direto sobre a rentabilidade do Grupo Audi.

Em 2016, o Grupo Audi planeja continuar seu crescimento em todo o mundo e, supondo que as condições externas sejam estáveis, prevê um aumento moderado no número de veículos entregues aos clientes. Ao lado do crescimento em volume, os processos em andamento e as otimizações de custo deverão ter impacto positivo sobre as métricas financeiras da empresa. As altas despesas antecipadas para garantir o futuro crescimento, como as tecnologias pioneiras, a renovação e a ampliação dos produtos, afetarão os lucros negativamente no início. O alto número de produtos planejados, os lançamentos no mercado e a expansão da rede de produção terão o mesmo efeito. No entanto, o Grupo Audi pretende alcançar um retorno operacional sobre as vendas dentro do parâmetro estratégico de 8% a 10% também no ano fiscal de 2016.

Comunicações corporativas

Julio Schuback

Porta-voz de imprensa da parte financeira e organizacional

Telefone: +49-841-89-38455

E-mail: julio.schuback@audi.de

http://www.audi-mediacenter.com

To view the original version on PR Newswire, visit: http://www.prnewswire.com/news-releases/o-ceo-da-audi-stadler-afirma-planejamos-continuar-a-crescer-em-2016-300230816.html

FONTE Audi AG