Bolsas

Câmbio

'Ajuste fiscal não funciona com recessão', diz Alckmin em Almoço-Debate LIDE

Almoço-Debate LIDE

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 23 de maio de 2016 /PRNewswire/ -- "Está provado que ajuste fiscal não funciona com recessão. Temos de ter política para retomar o crescimento, com investimentos em exportação, infraestrutura e logística", afirmou Geraldo Alckmin, governador do Estado de São Paulo, durante o Almoço-Debate, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, nesta segunda-feira (23), no Hotel Grand Hyatt, na capital paulista.

 

 

"Temos necessidade de reformas, como a política, tributária, previdenciária e trabalhista", afirmou Alckmin. O governador lembrou que neste momento de crescimento de 3% ao ano da economia mundial, o Brasil continua em recessão. Além da situação econômica, Alckmin também vê como problema a judicialização excessiva - atualmente são mais de 100 milhões de processos – e o déficit crescente na Previdência Social. "Em nosso Estado, o déficit previdenciário é atualmente de R$ 14 bilhões, mas em 2012 fizemos em São Paulo uma reforma na aposentadoria para reduzi-lo e manter a sustentabilidade da Previdência", ressaltou.

Na contramão da crise, o Estado de São Paulo teve em 2015 um superávit de R$ 5,2 bilhões ante R$ 4,5 bilhões no ano anterior. "Isso ajuda o Brasil, senão o déficit brasileiro seria ainda maior", afirmou. Na habitação, Alckmin destacou a parceria público-privada (PPP), segundo ele a primeira do gênero no País neste setor, que objetiva revitalizar o centro paulistano, região onde vivem 5% dos moradores da capital e tem um quinto dos empregos na cidade. No saneamento básico, em especial o da Região Metropolitana de São Paulo, o governador destacou a implantação em curso do novo Sistema São Lourenço, com 80 km de adutora, construído mediante PPP.

"Certamente, agora, haverá uma inversão nas tendências de pessimismo que imperavam há pouco tempo", afirmou Luiz Fernando Furlan, chairman of the Board do LIDE. O evento contou com a presença de 637 CEOs, presidentes e outros líderes empresariais. Também participaram do evento o vice-governador, Márcio França, secretários estaduais, deputados estaduais e federais e vereadores paulistanos.

Esta edição do Almoço-Debate LIDE conta com o patrocínio de CISA TRADING, COMGAS, COUROMODA, EMS, GOCIL, GRUPO JEREISSATI, IBM, IGUATEMI, MAPFRE, NELSON WILIANS ADVOGADOS, SANOFI, SESCON-SP, TOUCH ID e WHIRLPOOL. Como fornecedores oficiais estão as empresas AMIL, ANTILHAS, AVATIM, CDN COMUNICAÇÃO, DELONGHI, EMÍLIA, ECCAPLAN, INFORMAR SAÚDE, MISTRAL e VINCI, e RODOBENS COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL. AMÉRICA ECONOMIA BRASIL, rádios ANTENA 1 e JOVEM PAN, jornal DCI, PR NEWSWIRE, revista e TV LIDE, e WINNERS são mídia partners do evento.

Contato:

Rose Rocha

rose-rocha@cdn.com.br / (11) 3643 2952

(Foto: http://www2.prnewswire.com.br/imgs/pub/2016-05-23/original/3048.jpg )

FONTE Almoço-Debate LIDE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos