Bolsas

Câmbio

Bin Sulayem, primeiro presidente do Kimberley Process dos EAU, se reúne com o presidente de Gana em Accra

Kimberley Process

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

DUBAI, Emirados Árabes Unidos, 14 de setembro de 2016 /PRNewswire/ -- Como parte de sua iniciativa africana, o presidente do KP dos EAU foi recebido pelo presidente de Gana, Sua Excelência John Dramani Mahama.

(Foto:  http://photos.prnewswire.com/prnh/20160914/407593 )

(Foto:  http://photos.prnewswire.com/prnh/20160914/407594 )

(Foto:  http://photos.prnewswire.com/prnh/20160914/407596 )

(Foto:  http://photos.prnewswire.com/prnh/20160914/407597LOGO )

Após a conclusão do segundo "Fórum de metais preciosos África-Dubai" em Accra, Ahmed Bin Sulayem, presidente do KP, se reuniu com Sua Excelência, o presidente John Dramani Mahama para discutir questões relativas ao Kimberley Process e para compartilhar o relatório de metade do mandato do presidente do KP.

Como Gana é membro titular do KP, o presidente discutiu o compromisso sólido do seu país com todas as instruções e critérios operacionais do KP. Quando comparada com outras atividades de mineração, a indústria de diamantes é relativamente pequena, mas continua sendo relevante, embora contribua com menos de 5% da receita de commodities de origem mineral para o PIB de Gana.

As exportações de minérios de Gana ficaram em 2.515 milhões de dólares no primeiro trimestre de 2016, um pouco abaixo dos 2.558 milhões de dólares do quarto trimestre de 2015. O melhor período de exportação do país ocorreu no primeiro trimestre de 2012, com 4.119 milhões de dólares em exportações. Gana conta com a 11a maior reserva de diamantes do mundo e é o 14o maior produtor da África.

Sua Excelência, o presidente, ressaltou as recentes mudanças na legislação do governo para o Sr. Bin Sulayem, inclusive a lei de repatriamento, em que 85% da renda derivada da exportação de materiais brutos retorna ao país. Todas as transações de exportação, inclusive de diamantes, são registradas e informadas pelo Bank of Ghana. Como resultado, os diamantes de Gana são muito procurados no mundo todo, graças à reputação do país de manter um sistema regulamentar financeiro transparente e à sua adesão aos requisitos do Kimberley Process. O presidente Mahama afirmou que o sistema permite que o governo reinvista em infraestrutura e em outros projetos.

O Sr. Bin Sulayem informou ao presidente que, recentemente, esteve na segunda maior cidade de Gana, Kumasi, na região de Ashanti, onde testemunhou a política do governo em ação, por meio da construção de novas escolas. O Sr. Bin Sulayem também ressaltou sua visita a vários projetos humanitários dos Emirados Árabes Unidos, inclusive a abertura de poços e perfurações, proporcionando fornecimento de água para comunidades inteiras. Ele também visitou mesquitas comunitárias financiadas pela Red Crescent e a revitalização de várias escolas.

Sua Excelência, o presidente Mahama, forte defensor da educação, concordou com o Sr. Bin Sulayem no sentido de que a educação, principalmente nas comunidades mais carentes, precisa de apoio contínuo, e aplaudiu as instituições de caridade dos EAU envolvidas com as comunidades mais necessitadas.

Gana conta com vários programas de infraestrutura importantes, inclusive a construção de 200 escolas, para oferecer educação acessível para a população.

O presidente também lembrou a nova legislação proposta para a incorporação de licenças de mineração e comércio, que pode obrigar as empresas a se envolverem em programas de repatriamento ambiental, como o reflorestamento e outros reparos similares.

O presidente do KP afirmou que seu encontro com Sua Excelência, o presidente John Dramani Mahama foi informativo e encorajador – e que seu diálogo preparou o caminho para mais discussões sobre o Kimberley Process e o setor de mineração de Gana.  

Como parte de sua iniciativa africana, após visitar a República Centro-Africana, Angola, África do Sul e, mais recentemente, Burkina Faso, o presidente do KP, Ahmed Bin Sulayem, continua visitando outros países africanos, como a República Democrática do Congo.

A iniciativa africana é um compromisso do presidente do KP para manter uma presença ativa nas nações produtoras de diamantes, para ajudar a facilitar a conformidade com o KP, o cumprimento dos mandatos do KP e dar voz à África.

Sobre o Kimberley Process Certification Scheme  

O Kimberley Process Certification Scheme é uma iniciativa colaborativa entre governos, a indústria e a sociedade civil para conter o fluxo de diamantes de conflito no comércio de diamantes.

Atualmente, há 54 participantes, que representam 81 países, entre eles os EAU.

Em 2003, os EAU adaptaram sua Lei Federal "Direito da União no.13 sobre a Supervisão de Importação/Exportação e o Trânsito de Diamantes Brutos" e se tornou o primeiro país árabe a implementar o Kimberley Process Certification Scheme. O escritório do Kimberley Process no  DMCC  é a entidade autorizada pelo Ministério da Economia dos EAU  para autenticar a aquisição ética de diamantes brutos comercializados no país.

Para obter mais informações, acesse  http://www.kimberleyprocess.com .

To view the original version on PR Newswire, visit: http://www.prnewswire.com/news-releases/bin-sulayem-primeiro-presidente-do-kimberley-process-dos-eau-se-reune-com-o-presidente-de-gana-em-accra-300328460.html

FONTE Kimberley Process

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos