Bolsas

Câmbio

Ação da Pfizer no Metrô mostra que paulistanos desconhecem informações básicas sobre câncer de mama

Pfizer

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 30 de novembro de 2016 /PRNewswire/ -- Embora muito se fale sobre o câncer de mama, o desconhecimento sobre a doença ainda predomina entre os paulistanos. É o que mostram os resultados de um quiz sobre o tema aplicado a passageiros do Metrô em outubro. Mais de 80% dos 270 entrevistados acreditam, por exemplo, que apenas as mulheres podem desenvolver a doença. Além disso, persistem mitos sobre os fatores de risco para o tumor, as formas de prevenção e as perspectivas para o paciente com metástase.

Na opinião da maioria dos entrevistados (72%), o câncer de mama raramente se espalha para outras partes do corpo, quando na verdade até 30% dessas pacientes evoluem com progressão da doença e metástases, mesmo que a enfermidade seja detectada precocemente, segundo estudo da publicação científica The Oncologist. Além disso, mais de 80% dos paulistanos ouvidos acreditam, erroneamente, que não existe possibilidade de tratamento para o paciente com câncer de mama metastático.

Quando o assunto é a prevenção do câncer de mama, mais uma vez o desconhecimento se destaca entre os paulistanos. A maioria (86%) não acredita que o consumo de bebida alcoólica pode contribuir para o desenvolvimento do tumor.  Mas, segundo a literatura médica, a ingestão frequente de álcool, mesmo em baixas quantidades, já interfere nesse processo. Quase oito em cada dez participantes (78%) também não reconhecem que estar acima do peso representa um importante fator de risco para a doença.

Apenas 3% dos paulistanos ouvidos reconhecem que a mamografia é um dos principais exames para identificar precocemente o câncer de mama. Na divisão por faixa etária, o desconhecimento chama a atenção na população com 60 anos ou mais, o que é preocupante, pois o risco de desenvolver a doença aumenta com o avançar da idade.

Realizadas com apoio da ONG Oncoguia, as ações no metrô são parte da campanha Cada Minuto Conta, uma parceria entre a Pfizer e a União Latino-americana Contra o Câncer da Mulher (Ulaccam) que tem o objetivo de aumentar o conhecimento sobre a doença. Com esse intuito, durante o Outubro Rosa deste ano, um promotor portando uma tela touch screen acoplada a seu corpo caminhou pelas estações para interagir com o público. A tela estava equipada com um quiz, por meio do qual o passageiro podia testar seus conhecimentos sobre a doença. Os terminais Sé, Luz e Paraíso receberam a iniciativa.

Contato:

(11) 3643-2907

FONTE Pfizer

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos