Ulmart explora tecnologia Blockchain para ajudar no combate à falsificação

Ulmart

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PETERSBURGO, Rússia, 12 de abril de 2017 /PRNewswire/ -- A conferência #Blockshow2017 encerrada em Munique no dia 7 de abril e a presença da principal empresa de comércio eletrônico da Rússia, a Ulmart, vieram como surpresa a muitos dos participantes.

Logo:  http://photos.prnewswire.com/prnh/20151015/277241LOGO  

"Tudo se resume a blockchain. Continuamos falando sobre a 4a. Revolução Industrial como se apenas por falar as coisas vão mudar e nos tornaremos mais tecnologicamente espertos. No entanto, o coração e a alma dessa revolução é a blockchain", declarou Brian Kean, CIO da Ulmart.

Mais de 500 participantes de todo o mundo se reuniram na conferência de Munique. A reação entre os participantes era como se eles estivessem descoberto um segredo e estivessem navegando um caminho desconhecido para o futuro.

Muitos participantes representavam fintechs, mas as discussões sobre os aspectos legais da Internet das Coisas (IoT, Internet of the Things) e o uso de blockchain para proteger identidades visuais geraram muitas discussões acaloradas.

Quando os organizadores perguntaram o que a Ulmart gostaria de extrair da conferência, o Sr. Kean declarou que o objetivo era explorar se a tecnologia de blockchain pode ajudar a combater a inundação de produtos falsificados. "Os clientes nos fazem essas queixas e querem que façamos alguma coisa. A blockchain nos permitirá unir forças com os principais fabricantes e qualquer um pode simplesmente apontar para um código de barras ou código QR e seguir todo o histórico do produto desde a linha de produção até a central de satisfação da Ulmart", explicou o Sr. Kean.

A tecnologia de blockchain pode encerrar a falsificação ao lançar luz sobre fabricantes ilegais e varejistas que vendos os produtos? A blockchain vai proteger os clientes de comprarem iPhones falsificados? A Ulmart, principal plataforma de comércio eletrônico da Rússia, acredita que sim e a empresa trabalhará incansavelmente com outros fabricantes para acabar com essa praga conhecida como mercado de falsificação.

"É uma ideia exclusiva e atesta do potencial e empolgação que a blockchain traz ao mundo. Finalmente, tudo estará conectado por meio da blockchain", comentou Angie Bernstein, empresário local de Munique e comerciante de bitcoin.

Sobre a ULMART 

A Ulmart é a maior empresa privada da Rússia especializada em comércio eletrônico. A empresa foi fundada em 2008, e sua sede está localizada em São Petersburgo. A Ulmart possui mais de 450 unidades de infraestrutura (centrais de execução de ponto de colega) em mais de 240 cidades e vilas na Rússia.

http://www.ulmart.ru

Para mais informações, entre em contato com: Brian Kean, CIO, +7-812-336-37-77 r. 4575.

 

To view the original version on PR Newswire, visit: http://www.prnewswire.com/news-releases/ulmart-explora-tecnologia-blockchain-para-ajudar-no-combate-a-falsificacao-300438889.html

FONTE Ulmart

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos