Bolsas

Câmbio

Sociedade Brasileira de Reumatologia deverá passar a fazer parte da Câmara de Especialidades do Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Reumatologia - SBR

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 4 de agosto de 2017 /PRNewswire/ -- Em reunião com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, o presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) , Georges Christopoulos, apresentou pauta de reinvidicações em benefício dos pacientes de doenças reumáticas, posicionando a entidade também contra a eventual redução de medicamentos para Artrite Reumatoide (AR), conforme veiculado nas últimas semanas. Na pauta de sugestões apresentadas pela entidade, além da ampliação de acesso de pacientes de AR a medicamentos biológicos e biossimilares e a formas injetáveis de medicamentos tradicionais (de mais adesão do paciente), também incorporação de novas terapias para os pacientes de lúpus e gota. A reunião foi realizada na última semana de julho.

Durante a reunião, o Ministro afirmou que reativará, em breve, a Câmara de Especialidades e convidou a SBR para prestar assessoria técnica, ao Ministério, em doenças reumáticas.  As doenças reumáticas formam um grupo de mais de 100 doenças, que acomentem principalmente articulações e cartilagens, podendo também afetar órgãos como coração e rins. 

"Para nós da SBR, esta parceria técnica com Ministério da Saúde representa um marco histórico e resultará num grande benefício para os pacientes de doenças reumáticas. Essa parceria vai garantir também eficiência técnica e otimização dos recursos do Ministério", afirma Dr. Georges, que na reunião esteve acompanhado também pelo presidente da Sociedade Paranaense de Reumatologia, Dr. Marco Rocha Loures, e pelos especialistas Ana Patricia de Paula e Mario Soares Ferreira, ambos de Brasília. 

Revisão de Diretrizes de Tratamento de AR – A Comissão de Artrite Reumatoide da SBR finaliza revisão das recomendações de tratamento de pacientes de AR, com inclusão de terapias de classes diferentes, indicadas para diferentes perfis de pacientes e conforme a gravidade da doença. Esta nova edição de diretrizes de tratamento deverá estar finalizada ainda em agosto, para ser entregue aos técnicos do Ministério da Saúde.

"Até há pouco mais de 15 anos, cerca de 30 por cento dos pacientes com Artrite Reumatoide não tinham tratamento; hoje, com as chamadas drogas sintetizadas quimicamente modificadoras da doença, mais os medicamentos biológicos e suas subcategorias, tratamos os diferentes perfis de paciente, com a meta de diminuir a progressão da doença e a incapacidade física", afirma Dr. Georges Chrispoulos.

A Sociedade Brasileira de Reumatologia – SBR é uma associação civil científica, sem fins lucrativos, fundada em 1949, com o objetivo de promover o desenvolvimento científico e da especialidade no Brasil. Hoje, conta com mais de 2 mil associados, distribuídos em 24 sociedades regionais estaduais e mantem assessorias e comissões científicas por áreas de especialidade, além de representações em associações nacionais e internacionais e junto ao Ministério da Saúde. A SBR é responsável pela certificação de especialistas em reumatologia, área médica que engloba mais de 100 diferentes doenças. É filiada à Associação Médica Brasileira. Para mais informações, acesse  www.reumatologia.org.br  

Contato:

SPMJ Comunicação Tel.: (11) 3289 2699

Sergio Poroger   sergio.poroger@spmj.com.br  

FONTE Sociedade Brasileira de Reumatologia - SBR

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos