Bolsas

Câmbio

Presidente brasileiro Temer discute desenvolvimento de infraestrutura no Brasil com Chen Feng, presidente do HNA

HNA Infrastructure

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

PEQUIM, 1o. de setembro de 2017 /PRNewswire/ -- Durante uma reunião à tarde em Pequim em 31 de agosto de 2017, uma delegação liderada pelo presidente do Brasil, Michel Temer, realizou uma discussão aprofundada e troca de opiniões com Chen Feng, presidente do HNA Group, sobre como o HNA poderia cooperar com o governo brasileiro em termos de desenvolvimento de infraestrutura nos aeroportos, portos e estradas ferroviárias do país. O ministro dos transportes do Brasil, Mauricio Quintela, o ministro do planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira e o ministro-chefe da casa civil, Eliseu Padilha, o diretor de operações do HNA Holding Group, Huang Qiu e o vice-diretor de investimentos Zhang Ke, o CEO do Aeroporto Internacional do Galeão, Luiz Rocha, bem como executivos do Aeroporto Changi de Cingapura também participaram da reunião.

A delegação e o HNA trataram da aquisição do Aeroporto Internacional do Galeão por parte do Hainan HNA Infrastructure Investment Group Co., Ltd. O presidente Temer expressou sua apreciação pelo desenvolvimento da HNA e mostrou seu apoio e reconhecimento do investimento do grupo na infraestrutura do Brasil. O presidente do HNA declarou que o Brasil, por ser a maior economia na América Latina, representa um parceiro BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) importante e estratégico da China. A aquisição do aeroporto representa o primeiro passo do HNA na expansão ao país latino-americano, alinhada com a iniciativa Um Cinturão, Uma Rota [One Belt, One Road] da China, bem como no aprimoramento da cooperação entre os BRICS e os países-alvo dessa iniciativa. Espera-se que a transação, uma ilustração exemplar do modelo BRICS+ de cooperação aberta, impulsione os laços entre os BRICS e países emergentes e em desenvolvimento, bem como apresente o modelo BRICS+ como conduto para promover colaborações mais amplas. Como forte apoiador da iniciativa, o HNA planeja continuar fazendo contribuições à parceria China-Brasil em termos de amizade, trocas culturais e desenvolvimento econômico mútuo.

Chen Feng, presidente do HNA, presenteia o presidente Temer do Brasil com um ruyi, um cetro cerimonial que simboliza poder e boa sorte no folclore chinês. O presente tem como significado trazer força e boa sorte ao presenteado.

HNA Infrastructure adquire Aeroporto Internacional do Galeão no Rio

Sujeito à aprovação governamental final, o HNA Infrastructure assinou recentemente um contrato de compra de ações, sob o qual a empresa concordou em adquirir não mais que 51 por cento das ações da RJA, a acionista majoritária da CARJ, operadora do Aeroporto Internacional do Galeão/Rio de Janeiro, por aproximadamente R$ 1,07 bilhão. A transação envolveu tanto a aquisição quanto um aumento em capitalização.

O Aeroporto Internacional do Galeão, o maior aeroporto na segunda maior cidade do Brasil, o Rio de Janeiro, tem um potencial único de desenvolvimento comercial graças à sua localização. De maneira conservadora, espera-se que o aeroporto atinja um volume anual de 52 milhões de passageiros até 2039, preparando o terreno para uma futura renda proveniente de investimentos do HNA Infrastructure.

A Changi Airports International, parceira estratégica do HNA Infrastructure, ficará com os 49 por cento de participação restante no RJA. O Changi Airport Group, empresa mãe da CAI, é uma líder internacionalmente reconhecida em gestão de aeroportos. A parceria proporcionará ao HNA uma oportunidade de aprender da experiência de gestão avançada da CAI permitindo, ao mesmo tempo, que o HNA e a CAN alavanquem suas respectivas vantagens para promover a cooperação.

Criando um modelo de negócios para cooperação em vários setores

O Brasil é atualmente o maior país da América Latina em termos de recursos disponíveis e capacidade de mercado. Os líderes chineses e brasileiros têm, há muito, concedido grande importância ao desenvolvimento dos laços econômicos e comerciais entre os dois países. Xi Jinping, presidente da China e Li Keqiang, primeiro-ministro chinês, realizaram uma visita ao Brasil em 2015 e 2016. Durante a reunião, o presidente do Brasil, Temer, declarou que anseia uma cooperação mais extensiva com as principais empresas da China, entre elas, o HNA Group. O HNA conquistou o reconhecimento e apoio do presidente Temer por ser fiel ao espírito da reunião dos BRICS e por ser um participante ativo na realização das duas principais estratégias de desenvolvimento do governo chinês, a iniciativa Going Out focada em encorajar as principais empresas da China em envolver-se na expansão internacional, e a iniciativa Um Cinturão, Uma Rota [One Belt, One Road], o programa para redesenvolver e promover laços comerciais com os países que residem ao longo das antigas rotas comerciais da Estrada da Seda.

Desde seu início em 1993, o HNA Group evoluiu até se tornar um grande conglomerado multinacional com foco em uma ampla gama de indústrias, incluindo tecnologia, turismo, gestão de capital, fabricação, logística moderna, finanças inovadoras e novas mídias. Com ativos totais superando 1 trilhão de yuanes (aprox. US$ 150 bilhões), o grupo fez sua estreia na lista Fortune Global 500 em 2015. O grupo passou para a posição 170 na lista deste ano anunciada em julho de 2017, um avanço de 183 posições em um ano.

Em linha com o espírito empresarial e filosofia de desenvolvimento do HNA, o HNA Infrastructure já passou por várias fases em termos de onde ele se vê encaixado no mundo dos projetos de infraestrutura e, como resultado da experiência até o momento, determinou a estratégia para o desenvolvimento futuro da empresa para os próximos vários anos. O HNA Infrastructure planeja ser um participante chave na implementação da iniciativa Um Cinturão, Uma Rota [One Belt, One Road], ao continuar com seu envolvimento ativo em projetos público-privados (PPP) bem como projetos de Desenvolvimento de Centrais de Transportes Integrados Dois Portos, Uma Estrada (desenvolvimento de infraestrutura para aeroportos, portos e estradas ferroviárias) e o GTC (Central de Tráfego Terrestre), com o objetivo de se estabelecer como um dos principais operadores e gestores de infraestrutura do mundo em conjunto com um papel de ponta como investidor na edificação das rotas marítimas previstas pelo Um Cinturão, Uma Rota [One Belt, One Road].

Foto - http://mma.prnewswire.com/media/550921/Brazilian_President_Temer_in_Talks_pt.jpg

Foto - http://mma.prnewswire.com/media/550922/Brazilian_President_Chairman_pt.jpg

FONTE HNA Infrastructure

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos