Bolsas

Câmbio

G100: Famílias brasileiras conseguem recuperar crédito e saem do vermelho

G100 Brasil

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 2 de outubro de 2017 /PRNewswire/ -- As famílias brasileiras já sentem os primeiros sinais da retomada econômica prevista para o Brasil nos próximos meses. Em reunião do G100 Brasil, o economista-chefe do SERASA EXPERIAN, Luiz Rabi, disse que medidas tomadas pelo governo, como a disponibilização do saque de contas inativas do FGTS e a aprovação da Reforma Trabalhista, contribuíram para uma queda nos índices de inadimplência do consumidor.

Durante a reunião, explicou que o Brasil começa a esboçar os primeiros sinais de recuperação de uma crise na qual considera sem precedentes na história do país. Um dos principais medidores desta retomada seria a diminuição no índice de mau pagadores, que recuou 1,82% em agosto em relação ao mesmo mês de 2016. "Esta crise provocou várias distorções e vários problemas na economia, inclusive, o recorde na inadimplência do consumidor que chegou a atingir, em maio, um nível de 61 milhões de inadimplentes. De lá para cá, este número começou a cair de forma lenta, porém consistente", explicou Rabi.

O economista também considerou que, falando de inadimplência, o pior momento já ficou para trás. O consumidor percebe uma recuperação gradual de suas condições financeiras, apoiada na queda da inflação e no crescimento real da renda do brasileiro, que acumula 3%. Outro fato que contribui para tais melhorias seria a queda no índice de desemprego, que também apresenta melhora. De janeiro a agosto foram criados 163 mil novos postos de trabalho, isto é, mais do que foi gerado em 2014 inteiro.

Embora os reflexos destas medidas sejam animadores, acredita que cabe a iniciativa privada as ações necessárias para que a retomada do crédito se consolide.  "Quando falamos de crescimento econômico estamos falando do crescimento do PIB, ou seja, tudo aquilo que é produzido no país em termos de bens e serviços. E quem produz são as empresas e as famílias, então, o protagonismo do setor econômico é o setor produtivo, envolvendo os empresários e os trabalhadores", comentou o economista-chefe.

Sobre o G100 Brasil - Composto de 100 Membros (empresários, presidentes e CEOs), mais 15 Membros (economistas-chefes e cientistas políticos) efetivos e nomeados, reúne destacadas lideranças empresariais do País em busca do desenvolvimento da sociedade e de suas organizações, em reuniões mensais fechadas e restritas aos seus Membros.

Imprensa: Cunha Vaz Brasil – Luiz Fernando Moraes – (11) 2776.1920

(FOTO: http://www2.prnewswire.com.br/imgs/pub/2015-10-02/original/2653.jpg )

View original content: http://www.prnewswire.com/news-releases/g100-familias-brasileiras-conseguem-recuperar-credito-e-saem-do-vermelho-300529184.html

FONTE G100 Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos