Bolsas

Câmbio

Lafis: 80% das empresas utilizam projeções de mercado

Lafis

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 10 de outubro de 2017 /PRNewswire/ -- No primeiro semestre de 2017 a Lafis Consultoria ( www.lafis.com.br ) realizou uma pesquisa com empresas de todos os portes, incluindo bancos, grandes indústrias e empresas do segmento de serviços, com o objetivo de entender as características de utilização de informações de mercado no corpo estratégico das corporações.  

 "Ao interpretar melhor as necessidades de nossos clientes conseguimos focar nossos esforços com maior assertividade. Com isso desenvolvemos estudos com atualizações trimestrais totalmente voltados para projeções, onde o objetivo é comparar o desempenho dos diferentes setores econômicos brasileiros e apontar ano a ano, para os próximos 5 anos, a variação de faturamento de cada um deles trazendo junto suas respectivas justificativas. Estes dados são bem utilizados para fins de planejamento estratégico e direcionamento de áreas comerciais, auxiliando empresas a focarem seus esforços em setores promissores." – afirma Guilherme Pombo, coordenador de marketing e novos negócios da Lafis.

O objetivo do RPS – Ranking de Projeções Lafis – é justamente trazer uma visão comparativa para mensurar o desempenho da indústria em geral. Este compilado é o resultado de um grande trabalho de investigação mercadológica, levantando aspectos estruturais e conjunturais de cada segmento, trazendo uma visão futura confiável do mercado.

Quais segmentos vão crescer mais em 2017?

1.    Petróleo – Produção e Refino

Após os dois últimos anos conturbados no mercado do petróleo nacional, tanto devido aos preços não vantajosos quanto pela queda na demanda interna, o mesmo deverá apresentar boas taxas de crescimento a partir de 2017, tendo em vista a melhora dos fatores citados anteriormente. A produção deverá continuar batendo recordes, bem como as vendas externas.

2.    Montadoras de Veículos Leves

A produção do setor deverá crescer puxada pelo forte crescimento das exportações. Para o médio prazo, diante da melhora das condições macroeconômicas, o setor deverá iniciar uma nova trajetória de crescimento, com elevação das vendas internas, mas que deverá consolidar-se apenas no longo prazo com a recuperação da confiança dos agentes econômicos na economia e a elevação da massa salarial, o que deverá impactar nas vendas internas.

3.    Navegação e Portos

Em 2016, os portos organizados e terminais de uso privativos brasileiros movimentaram cerca de 996,3 milhões de toneladas brutas, o que representou uma retração de 1,2% frente ao mesmo período de 2015. No entanto, espera-se que para os próximos anos esta retração seja revertida, uma vez que projeta-se que a corrente comercial (importações + exportações) medidas em volume e em Dólares se eleve em toda a série. Este movimento certamente deverá explicar a elevação da quantidade movimentada nos portos e terminais privativos brasileiros, bem como o faturamento do modal.

A análise completa pode ser obtida diretamente com a equipe da Lafis Consultoria, trazendo a visão completa das projeções para os próximos anos sob a perspectiva de mais de 60 setores além de estudos profundos para cada segmento específico.

Mais Informações:

Lafis Consultoria – www.lafis.com.br

Guilherme Pombo – guilherme.pombo@lafis.com.br

FONTE Lafis

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos