PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

"Dória queimou largada em corrida presidencial", diz especialista político ao G100 Brasil

G100 Brasil

19/10/2017 10h41

SÃO PAULO, 19 de outubro de 2017 /PRNewswire/ -- "A ambição de João Dória prejudicou sua candidatura", é o que disse o Doutor em Ciências Políticas da FGV, Marco Antonio Teixeira, em reunião do G100 Brasil.

Durante a reunião, Teixeira apresentou um panorama sobre a janela partidária e os possíveis cenários eleitorais para 2018. Para ele, com pouco tempo e uma série de polêmicas envolvendo sua gestão, ainda é muito cedo para João Dória almejar uma candidatura à presidência. O professor considera que o atual prefeito de São Paulo cometeu uma série de erros que o enfraqueceram perante a cúpula do PSDB. "Uma candidatura presidencial é um projeto coletivo, que envolve uma negociação. Ambicionar um novo cargo pode gerar um desgaste gigantesco nas alianças e dívidas partidárias", comentou o professor.

Outro fato que teria prejudicado o prefeito na disputa é a queda da popularidade nos últimos meses (segundo o Datafolha, diminuiu 9 pontos em setembro). "A situação não está favorável, uma vez que a gestão dele está mal avaliada e as pessoas não reagem da forma como se esperava. São vários os problemas que contribuem para esta situação, tem a cracolândia, tem as viagens, mas o principal deles foi se deixar levar por um projeto sem pensar que ele faz parte de um partido", completou o professor.

Continuou dizendo que o melhor para a carreira do gestor/político seria completar o mandato como prefeito. Deste modo, o atual governador do Estado de São Paulo, seria o provável nome para a candidatura tucana.  "Querendo ou não, o Dória não possui uma trajetória que o permita ser uma grande liderança nacional. Pelo contrário, ele se tornou prefeito pela mão do governador Geraldo Alckmin".

Para Teixeira, no último ano, Alckmin se afastou dos holofotes para voltar à luta partidária. Ganhou força, retomou o prestígio e, hoje, figura como o principal representante do PSDB. "É um nome quase consensual para o PSDB. Hoje, não há no partido uma liderança com a capacidade e projeção igual a dele, sem que tenha que prestar contas para a sociedade", completou o professor.

Sobre o G100 Brasil – Composto de 100 Membros (empresários, presidentes e CEOs), mais 15 Membros (economistas-chefes e cientistas políticos) efetivos e nomeados, reúne destacadas lideranças empresariais do País em busca do desenvolvimento da sociedade e de suas organizações, em reuniões mensais fechadas e restritas aos seus Membros.

Imprensa: CunhaVazBrasil – Fábio Devito (11)2776.1920

(FOTO: http://www2.prnewswire.com.br/imgs/pub/2015-10-02/original/2653.jpg )

View original content: http://www.prnewswire.com/news-releases/doria-queimou-largada-em-corrida-presidencial-diz-especialista-politico-ao-g100-brasil-300539734.html

FONTE G100 Brasil