Bolsas

Câmbio

Nova empresa de logística dos Correios deverá melhorar serviço de entrega para e-commerce

OfficeTotalShop

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

RIO DE JANEIRO, 8 de janeiro de 2018 /PRNewswire/ -- Anunciada recentemente, a criação de uma nova empresa de transportes de carga, unindo Correios e Azul, traz boas expectativas para o setor de e-commerce em 2018. Com a nova empresa, os Correios serão capazes de aproveitar a malha aérea e capacidade de carga livre dos voos comerciais da Azul, para transportar com maior eficiência e economia as encomendas enviadas diariamente.

Atualmente o prazo e valor de frete é um dos mais importantes fatores para conversão no e-commerce, com consumidores chegando a desistir de fechar uma compra por considerar o frete caro ou por necessitar do produto com maior urgência. Para Anderson Martins, da loja virtual OfficeTotalShop , especializada em artigos profissionais para impressão, um prazo de entrega muito longo pode fazer com que o cliente decida buscar pelo produto em uma loja física, pagando até um valor superior para ter acesso "imediato" à mercadoria desejada.

A exceção das grandes lojas, a maioria do e-commerce nacional utiliza o serviço dos Correios para realizar a entrega de seus produtos, sendo que os próprios Correios utilizam empresas de logística terceirizadas para conseguir atender a crescente demanda vinda do setor. Logo, o esperado é que a nova empresa dos Correios seja capaz de atender o atual volume de carga, estimado em 70 mil toneladas por ano, sem a necessidade de empresas terceiras, o que reduziria os custos operacionais entre 35% a 40%.

"Dentro de um mercado competitivo, qualquer redução no valor final do frete ou no prazo de entrega será um grande benefício para o e-commerce, que poderá oferecer opções realmente vantajosas para seus clientes, oferecendo a comodidade que o consumidor deste tipo de loja espera", explica Anderson.

A nova empresa, formada pelos Correios e a Azul, tem como previsão o início das operações no próximo mês de Março, porém a união ainda deverá passar por análise do Tribunal de Contas da União e do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), além do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Contato: Daniel Monteiro - (21) 3993-1862

FONTE OfficeTotalShop

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos