Bolsas

Câmbio

The Body Shop organiza protesto na sede da ONU com a participação de pets em apoio à campanha da marca contra testes em animais

The Body Shop

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

NOVA YORK, 24 de janeiro de 2018 /PRNewswire/ -- A The Body Shop, rede inglesa de cosméticos naturais, em parceria com a Cruelty Free International, organização internacional sem fins lucrativos que trabalha para acabar com os testes em animais, organizaram protesto hoje, na sede da ONU  em Nova York,  em apoio à  campanha Forever Against Animal Testing - Para sempre Contra teste em Animais-, que consiste em um abaixo assinado global com o objetivo de banir, até 2020, testes em animais com finalidade cosmética em produtos e ingredientes em todo o mundo.

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/628203/UN_Dogs.jpg  

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/628204/UN_Animal_Protest.jpg

Ativistas e cães saíram às ruas com cartazes de protesto, bandanas e pequenas faixas para demonstrar seu apoio. O influente fotógrafo de pets The Dogist (@theDogist), que apoiou previamente a campanha no Canadá e nos Estados Unidos, e Louboutina (@louboutinanyc), importante influenciador de temas relacionados a pets no Instagram, uniram-se à The Body Shop e à Cruelty Free International.

O protesto teve como objetivo destacar o fato chocante de que 80% dos países do mundo ainda não têm leis banindo testes em animais para fins cosméticos, além de incentivar os consumidores a apoiar a campanha assinando a petição global em http://www.foreveragainstanimaltesting.com .

Quando 8 milhões de assinaturas forem obtidas na petição, a The Body Shop e a Cruelty Free International apresentarão o abaixo assinado à ONU, reivindicando uma convenção internacional com o objetivo de proibir testes em animais para fins cosméticos. Na semana passada, as organizações se reuniram com autoridades das ONU para adiantar discussões sobre o tópico.

Tendo coletado 4,1 milhões de assinaturas nos últimos seis meses, a petição é agora considerada a maior já existente contra testes em animais para fins cosméticos no mundo. The Body Shop e a Cruelty Free International estão fornecendo recursos para ajudar no envolvimento de outras companhias e seus funcionários e convidam todas as empresas que são contra estes testes à aderirem à causa.

Em setembro de 2017, a L'Oreal vendeu a rede de lojas The Body Shop para a Natura, uma empresa brasileira multinacional de cosméticos, livre de crueldade contra animais e listada com o certificado B Corp. Tanto a Natura como a Aesop, a nova empresa coligada da The Body Shop, endossaram hoje oficialmente a campanha.

"Nós, da The Body Shop, acreditamos fervorosamente no bem-estar dos animais e que animais não devem ser usados em testes para fins cosméticos. Nós organizamos nosso protesto em favor dos animais utilizando cães porque eles têm sido um símbolo poderoso durante toda a campanha Para Sempre Contra Testes em Animais , representando o relacionamento que temos com os animais e conectando com defensores dos produtos livre de crueldade. Este protesto excepcional e único simboliza nossa ambição enorme de acabar globalmente com os testes em animais para fins cosméticos. Estamos agora apelando a todas as pessoas, todas as empresas e governos para que se unam à nossa campanha e nos ajude a acabar o que começamos", disse Jessie Macneil-Brown, diretora de campanhas globais da The Body Shop, disse.

Michelle Thew, CEO da Cruelty Free International, também destacou a importância do tema.  "O protesto de hoje envia uma forte mensagem aos consumidores e às marcas ao redor do mundo, anunciando que precisamos de seu apoio. Já obtivemos um progresso enorme em direção ao nosso objetivo de banir os testes com animais para fins cosméticos, mas temos ainda mais trabalho pela frente. Queremos ver todas as empresas que são contra estes testes assumir o compromisso e incentivar seus consumidores a fazer o mesmo", explicou.

"Eu apoiei a campanha Para Sempre Contra Testes em Animais da The Body Shop quando foi lançada, e é sensacional estar aqui em casa, em Nova York, no primeiro protesto de animais já realizado na ONU. Os cães protestando representam todos os animais e nos fazem lembrar porque os testes em animais para fins de cosméticos deveriam ser proibidos de uma vez por todas", disse Elias Friedman, fotógrafo do @TheDogist.

Sobre as fotos

As fotos foram tiradas às 10 horas (horário da costa leste dos EUA) em Nova York, contando com a ajuda de treinadores de cães e veterinários. Os animais participantes receberam um nível de cuidados excelente, e a Rational Animal, além da Cruelty Free International, foram consultadas para garantir que nenhum sofrimento fosse causado aos animais.

Sobre a The Body Shop

Fundada em 1976 por Anita Roddick em Brighton, na Inglaterra, a The Body Shop é uma marca global de beleza. A The Body Shop pretende fazer uma diferença positiva no mundo, oferecendo produtos de alta qualidade e inspiração natural, produzidos de forma ética e sustentável. A The Body Shop foi pioneira na filosofia de que o negócio pode ser uma força para o bem e, depois de ser adquirida pela L'Oréal em 2006, está ampliando sua visão. A The Body Shop tem mais de 3.000 lojas em mais de 60 países.

No Brasil desde outubro de 2014 a marca conta com 115 pontos de vendas espalhados por todo o Brasil.

A The Body Shop e a luta contra teste em animais

A The Body Shop foi a primeira marca internacional de beleza a fazer campanha contra a prática de testes com animais para fins cosméticos em 1989, conduzindo a uma proibição à escala europeia de testes em animais em 2013. A campanha, realizada em parceria com Cruelty Free International, teve 1 milhão de assinaturas coletadas e desencadeou progressos significativos em toda a região da Ásia-Pacífico.

Sobre a Cruelty Free International

Cruelty Free International é uma das mais antigas e respeitadas organizações de proteção animal do mundo. Considerada como uma autoridade em questões de testes em animais e convocada por governos, jornalistas, empresas e órgãos oficiais para aconselhamento ou opinião de especialistas, foi a primeira grande organização sem fins lucrativos a fazer campanha contra os testes em animais com fins cosméticos nos anos 70. Liderando a campanha de 20 anos para proibir cosméticos cruéis na UE, ela tem influenciado proibições em países como Nova Zelândia, Índia e Coréia do Sul.

FONTE The Body Shop; Cruelty Free International

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos