Bolsas

Câmbio

Nova publicação confirma que o método inovador de combinação de medicamentos da AZTherapies trata da resposta à neuroinflamação via neuroimunologia e acumulação de beta amiloide associada à neurodegeneração e à doença de Alzheimer.

AZTherapies, Inc.

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

BOSTON, 31 de janeiro de 2018 /PRNewswire/ -- A AZTherapies, Inc. é um laboratório farmacêutico de estágio clínico avançado, de capital fechado, com sede em Boston, Massachusetts, que desenvolve tratamentos revolucionários para a doença de Alzheimer (DA), acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico e outras doenças neurológicas associadas à neuroinflamação e à neurodegeneração. O principal candidato à produto, uma combinação de tratamentos multifacetados que usam dois medicamentos criados por reengenharia, cromolina e ibuprofeno, o ALZT-OP1, está sendo avaliado em um estudo clínico da Fase 3 da doença de Alzheimer em estágio inicial, o estudo COGNITE.

O fundador e chairman e CEO da empresa, dr. David Elmaleh, disse: "A AZTherapies usa critérios de inclusão estritos, incluindo biomarcadores cerebrais e medidas de cognição e função, para aumentar a precisão do diagnóstico precoce da DA e a homogeneidade de pacientes randomizados do estudo COGNITE".

O estudo COGNITE de Fase 3 (n=600) da AZTherapies em andamento fez a triagem de mais de 900 pacientes com mais de 300 randomizados, 128 na semana 48 e 56 na semana 72, na conclusão do estudo. ( https://cognitetrial.com ).

"Crescentes evidências indicam o importante papel que a neuroinflamação exerce no declínio cognitivo na doença de Alzheimer e em outros distúrbios neurodegenerativos", disse a presidente e CMO (chief medical officer) da empresa, Karen Reeves, MD. "Tratamentos inovadores para essas doenças devastadoras precisam de uma estratégia de múltiplas ações, incluindo a modulação de células microgliais, de células do sistema imune especializadas do cérebro, para aumentar a proteção neurológica".

Um artigo de pesquisa do laboratório do dr. Rudolph Tanzi, professor de neurologia da Escola de Medicina Joseph. P. and Rose F. Kennedy, vice-presidente de Neurologia da Universidade de Harvard, diretor da Unidade de Genética e Pesquisa do Envelhecimento do Hospital Geral de Massachusetts, publicado em 18 de janeiro de 2018 na Nature's Scientific Reports, intitulado Cromolyn Reduces Levels of the Alzheimer's Disease-Associated Amyloid β-Protein by Promoting Microglial Phagocytosis (A cromolina reduz os níveis da proteína beta amiloide associadas à doença de Alzheimer por promover a fagocitose microglial) (Zhang, Griuc, Hudry et al.; Relatórios Científicos (2018) 8:1144; DOI:10.1038/s41598-018-19641-2), dá suporte ao fundamento científico para o uso da combinação de medicamentos da AZTherapies, para potencialmente desacelerar ou interromper a progressão da DA precoce em sua manifestação. ( https://www.nature.com/articles/s41598-018-19641-2 )

O artigo da Scientific Reports avaliou os efeitos da cromolina e do ibuprofeno, usados no estudo COGNITE, em um modelo de camundongo Tg2576 da DA, para tratamento dos efeitos precoces sobre a formação de placas, e em ensaios de autorização de células microgliais sobre seus efeitos na ativação da micróglia como drogas anti-inflamatórias.

O artigo conclui: "Coletivamente, nossos dados revelam efeitos robustos da cromolina, sozinha ou em combinação com o ibuprofeno, na redução dos níveis de Aβ propensos à agregação e na indução de um estado de ativação da micróglia, favorecendo a fagocitose da Aβ versus um estado pró-neuroinflamatório".

A AZTherapies ( www.aztherapies.com ) é uma empresa farmacêutica de estágio clinico avançado, com sede em Boston, Massachusetts. A AZTherapies está usando métodos inovadores na descoberta, desenvolvimento e comercialização de novos tratamentos para a doença de Alzheimer e AVC isquêmico, o que pode fundamentalmente melhorar o tratamento, a qualidade de vida e o controle da doença do paciente. O principal programa da empresa, o ALZT-OP1, é uma terapia de combinação composta de dois medicamentos criados por reengenharia, com perfis bem caracterizados de segurança e com propriedade intelectual protegendo a combinação de medicamentos, a dosagem, a fórmula e propriedades do medicamento, que irão levar o medicamento ao sangue e ao cérebro. A plataforma da empresa também inclui o ALZT-OP2, um potencial tratamento medicamentoso da DA modificador da doença em desenvolvimento pré-clínico avançado, o AZHALER-D, um novo inalador descartável de dose única em fase avançada de desenvolvimento, e o ALZT-QoL, um tratamento medicamentoso neurodegenerativo, criado para melhorar a qualidade de vida de pacientes com doença de Alzheimer, usando um M1 compensatório (um agonista do receptor muscarínico) com mecanismos ligantes/receptores para melhorar a conectividade da rede cerebral. Os medicamentos da AZTherapies se baseiam em tecnologias desenvolvidas no Hospital Geral de Massachusetts, um Hospital Docente da Escola de Medicina de Harvard.

Contato:

Katie Barrett

1-617-318-3426

katie.barrett@aztherapies.com

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/594208/AZTherapies_Logo.jpg

FONTE AZTherapies, Inc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos