Bolsas

Câmbio

Novo sistema supercondutor da ASG para a proteção de redes elétricas

ASG Superconductors

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

GÊNOVA, Itália, 8 de fevereiro de 2018 /PRNewswire/ -- A ASG Superconductors, empresa líder na área de ímãs supercondutores, desenvolveu e demonstrou a funcionalidade total de um dispositivo inovador de limitador de corrente de defeito supercondutor (SFCL em inglês). Este sistema de 36kV foi "testado para tipos" nos laboratórios independentes da IPH em Berlim, sob condições de curto-circuito mais severas do que as típicas de uma rede elétrica real.

(Foto:  https://mma.prnewswire.com/media/638558/ASG_Superconductors_Infographic.jpg )

O sistema SFCL utiliza o novo cabo supercondutor em diboreto de magnésio (MgB2) e é um sistema indutor, agindo como um componente de impedância variável. Sob condições operacionais, o dispositivo é totalmente "invisível" para a rede, evitando assim dispersões ou distúrbios, mas é capaz de se converter instantânea e automaticamente para uma impedância muito alta (isto é, a habilidade de limitar as correntes de defeito) quando ocorre um curto-circuito.

O sistema funciona na falta completa de líquidos criogênicos, ao contrário sendo essencial com soluções tradicionais, e reduz a necessidade de manutenção. O uso do cabo supercondutor em MgB2 também torna o sistema mais eficiente comparando-se com um tradicional equivalente por reduzir o consumo.

A tecnologia supercondutora permite que o dispositivo SFCL esteja constantemente operando mesmo após uma intervenção no evento de um curto-circuito na rede, com tempo de recuperação de milésimos de segundos, característica única que o distingue de outras soluções propostas para o mercado e que possibilitaria os serviços públicos elétricos a progredirem significantemente em termos de abastecimento, além de evitar os custos de restauração dos componentes da rede danificada após um curto-circuito. Estudos sobre o custo total confirmam que um sistema SFCL é frequentemente a solução de melhor custo-benefício para o problema relacionado às correntes de curto-circuito crescentes em redes de energia elétrica de média e alta voltagem.

A tecnologia indutora permite que os valores da voltagem operacional do dispositivo SFCL sejam elevados sem alteração de seus princípios operacionais básicos: além do sistema de 36kV, a ASG já projetou um sistema de 123kV adequado para operações em redes de transmissão na maioria dos sistemas críticos de países europeus.

Conheça mais sobre a ASG Superconductors no website:  http://www.asgsuperconductors.com .

FONTE ASG Superconductors

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos