Bolsas

Câmbio

Sem garantias, governo de SP cancela leilão da Cesp; para Serra, crise de mercados atrapalhou

Diogo Pinheiro
Em São Paulo

O governo do Estado de São Paulo cancelou o leilão para a venda da Cesp (Companhia Energética de São Paulo), que estava previsto para esta quarta-feira. Nenhum dos interessados pela compra da estatal apresentou garantias para participar do processo.

O governador do Estado de São Paulo, José Serra (PSDB), a crise nos mercados internacionais foi a principal responsável pelo cancelamento. "Era um financiamento muito alto. Em uma conjuntura internacional, do ponto de vista financeiro, não se encontra bancos dispostos a financiar. Não é fácil achar esse dinheiro no mercado", disse Serra.

De acordo com Serra, o Estado não estava disposto a diminuir o valor da estatal. O governo de São Paulo receberia R$ 6,7 bilhões com o leilão, o equivalente a metade do valor real da empresa, que também tem como acionistas da iniciativa privada, dona da outra metade. Além disso, os interessados teriam de desembolsar mais R$ 5 bilhões para o pagamento de dívidas da empresa.

"O governo estipulou um piso [para vender a Cesp]. As pessoas queriam um valor menor, mas nós não vendemos na bacia das almas", afirmou Serra.

O governador afirmou ainda que o dinheiro do leilão seria destinado para investimentos no metrô, em trens e também em estradas. "Agora vamos estudar outras opções", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos