Bolsas

Câmbio

Emprego com carteira assinada bate recorde no trimestre

Da Redação
Em São Paulo

A geração de empregos formais (com carteira assinada) no Brasil bateu recorde dos últimos 17 anos no primeiro trimestre e em março, segundo dados informados nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho.

O primeiro trimestre fechou com a criação de 554.440 ocupações formais com carteira assinada, número 39% maior que o registrado pelo mesmo período em 2007 (399.628), que detinha o recorde anterior.

Só em março, foram criadas 206.556 vagas com carteira assinada, equivalente à expansão de 0,7% sobre o registrado em fevereiro.

O saldo positivo entre admissões e desligamentos em março foi 41% superior ao recorde registrado em março de 2007 (146.141 postos) e 170% maior que o saldo de março de 2006 (76.455).

Segundo o ministério, esse foi o melhor desempenho dos últimos 17 anos em termos absolutos e relativos, considerando a série histórica iniciada em 1992.

"O aquecimento da economia interna explica esses números. Tivemos um ganho real com o salário mínimo. O crescimento dos últimos cinco anos da base salarial de quem ganha até três salários é de praticamente 36%. As pessoas estão comprando mais, e isso gera mais emprego. Muitas empresas estão contratando mais porque têm certeza do crescimento", afirma o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

Todos os setores da atividade econômica apresentaram desempenhos positivos no mês, em especial o de serviços, indústria de transformação, construção civil e comércio.

O segmento de serviços, como comércio, apresentou um saldo de 89.072 postos, o equivalente ao crescimento de 0,77%, sinalizando a maior geração de empregos e o maior aumento percentual para o período.

A indústria formalizou 40.389 vagas com expansão de 0,57%, equivalente ao terceiro maior saldo para o mês.

A construção civil continua acompanhando a evolução registrada no último ano. Em março, houve a geração de 33.437 vagas, com crescimento de 2,09%, que é três vezes superior à taxa média nacional do período.

O crescimento do emprego com carteira assinada aconteceu em quatro regiões do país: Sudeste, com 147.137 novas vagas; Sul, com 49.463 e Centro-Oeste, com 22.369; e Norte, com 2.220 postos de trabalho.

O Nordeste foi a única região com queda, apresentando diminuição de 14.633 vagas formais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos