Bolsas

Câmbio

Trânsito faz perder bilhões de reais, mas cálculos variam muito

Da Redação

Em São Paulo

As perdas econômicas do país devido a problemas de trânsito podem chegar a dezenas de bilhões de reais, segundo o economista Frederico Turolla, professor da Fundação Getúlio Vargas e sócio da consultoria Pezco.

Ele se baseia em pesquisa do Citigroup segundo a qual o país tem uma perda de 5% na sua produtividade por conta do sistema ineficiente de tráfego.

Isso corresponde "provavelmente a dezenas de bilhões de reais em novos negócios que poderiam se concretizar se não houvesse problema de trânsito", analisa.

Dados discrepantes
Nas últimas semanas, surgiram números completamente díspares sobre as possíveis perdas que o trânsito pode causar.

Segundo o economista Marcos Cintra, vice-presidente da Fundação Getulio Vargas, o prejuízo causado pelos congestionamentos paulistanos é de R$ 33,5 bilhões por ano.

Para a Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, o custo é de pelo menos R$ 4,1 bilhões anuais.

Já uma pesquisa da Associação Nacional do Transporte Público feita em 1998 e recentemente ressuscitada pela imprensa, dizia que os gastos provocados por congestionamento somaram R$ 278 milhões naquele ano, o que equivale hoje a cerca de R$ 530 milhões no valor corrigido pelo índice oficial de inflação.

Custo Brasil
As discrepâncias existem porque o efeito do trânsito na economia "é muito grande e muito difícil de mensurar", afirma a especialista em infra-estrutura Maria Fernanda Freire de Lima, também sócia da Pezco.

"Se for considerado só o custo direto (desperdício em combustível e em horas de trabalho) é uma coisa. Se for considerada a produtividade que a economia deixou de ter, quanto o país deixou de crescer, aumenta mais o valor. Se incluir também os efeitos indiretos, como de saúde e outros, aí chega-se às dezenas de bilhões de reais em perdas", diz Maria Fernanda.

"Quase tudo o que se produz no Brasil traz embutido, em maior ou menor grau, o custo do trânsito de São Paulo e de outras grandes cidades", analisa a especialista.

"O custo do deslocamento (na capital paulista) é parte do custo Brasil." Mesmo que a produção em si não aconteça sempre nas grandes cidades, ela está relacionada a negócios que ali são fechados, segundo Maria Fernanda.

(Sílvio Crespo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos