Bolsas

Câmbio

Mudança de cenário anunciada pela Vale não indica recuperação da economia, diz analista

Silvana Salles
Em São Paulo

O anúncio da suspensão das férias coletivas de 450 funcionários da Vale em Minas Gerais devido a uma "mudança de cenário" não se traduz em otimismo geral no mercado, diz Clodoir Vieira, economista-chefe da corretora Souza Barros.

"Vejo isso como um caso específico da Vale. A empresa antecipou as férias antes de outras empresas, então deve voltar antes para repor o estoque", afirma Vieira.

Para o economista, ainda não há sinais perceptíveis de recuperação na economia. "Algumas coisas já vêm tendo melhores resultados, como o petróleo. O barril chegou a US$ 35 e agora já voltou à faixa do US$ 44". No entanto, ainda é cedo para falar em crescimento.

Vieira acredita que a Vale retome suas atividades com maior força caso a China aumente a demanda por minério. "A China é a maior compradora da Vale, importa até 17% da produção da empresa", explica o analista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos