Previsão de queda da produção agrícola já reflete crise, diz pesquisador

Silvana Salles
Em São Paulo

Um ajuste na produção agrícola feito para corrigir o descompasso entre preços e custos depois da explosão da crise financeira mundial pode explicar a previsão do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de queda de 5,9% na safra brasileira em 2009, acompanhada por um leve aumento de 0,8% na área de cultivo. A opinião é do engenheiro agrônomo e doutor em ciências econômicas José Sidnei Gonçalves, pesquisador do Instituto de Economia Agrícola do governo de São Paulo.


"No primeiro semestre do ano passado, as notícias mostravam os alimentos com preços altos; a FAO produziu uma série de documentos sobre escassez no mundo, faltou comida no Haiti. E o preço do fertilizante triplicou no mesmo período. O agricultor investiu em uma área maior e em insumos, mas quando explodiu a crise mundial, o trigo, por exemplo, já estava plantado", explica Gonçalves, que defende que a mudança de cenário de uma crise de abastecimento para uma crise de crédito prejudicou as vendas dos produtores agrícolas.

Para o pesquisador, a crise derrubou os preços das commodities, mas a produção continuou cara no Brasil. Isso porque os preços dos derivados de petróleo usados no maquinário agrícola, no transporte das sacas e em alguns fertilizantes não foram corrigidos para baixo, junto com a queda do valor do barril no mercado internacional. Além disso, os insumos mantiveram o mesmo patamar de preços.

"Quem gastou R$ 32 para produzir uma saca de grãos na época em que ela valia R$ 52, depois da crise passou a vendê-la por R$ 25", diz o agrônomo. "O cara já tem a máquina, já tem a área para plantar; então, ele ajusta a produção nos insumos. Usa menos fertilizante, produz menos". Assim, a queda na produção seria a forma encontrada pelos produtores rurais para se adequarem à atual conjuntura de crise.

No entanto, José Sidnei acreditava que a estimativa do IBGE poderá sofrer alterações durante o ano. "Eu acho que esta previsão do IBGE sobre a área plantada pode não se sustentar durante o ano. Pode ser que a ela diminua e a estimativa tenha de ser corrigida para baixo", diz ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos