Bolsas

Câmbio

Após Lula, Merkel critica protecionismo do plano de Obama

Da Redação

Em São Paulo

A chanceler alemã (equivalente a premiê) Angela Merkel lançou uma advertência nesta terça-feira contra o protecionismo depois que a Câmara de Representantes dos Estados Unidos propôs uma cláusula em favor da compra de produtos locais, como parte do plano de estímulo promovido pelo presidente Barack Obama.

A chefe do governo da Alemanha declarou, em entrevista à imprensa, que "o protecionismo é uma má resposta à crise internacional". Ela disse que falou sobre esta questão por telefone com Obama.


O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, havia feito o mesmo na semana passada. Ele disse, durante o Fórum Social Mundial, em Belém (PA), que é um "equívoco" a proposta americana de que os projetos incluídos no plano de recuperação econômica só utilizem ferro e aço dos EUA.

"O protecionismo vai agravar a crise. Se cada país for colocar um muro em torno [de si], a crise vai piorar. Se a gente parar de comprar e vender, o bicho pega", afirmou Lula na ocasião.

Um dos artigos do plano americano interdita a compra de ferro e aço estrangeiros para projetos de infraestrutura financiados pelo plano de estímulo, a menos que a oferta americana seja insuficiente ou que seu preço aumente seu custo final em mais de 25%.

A disposição não passou despercebida no exterior, onde muitos a veem como uma violação das regras de livre comércio e da OMC (Organização Mundial do Comércio).

A Comissão Européia advertiu que não ficará com os braços cruzados se a cláusula permanecer no texto final. Canadá e França se mostraram preocupados, e a Itália chegou a fazer uma denúncia na OMC.

A questão é especialmente sensível na Alemanha, maior exportador do mundo, que conta com vários pesos pesados da siderurgia mundial.

O projeto está agora no Senado americano, onde enfrenta a forte oposição da minoria republicana.

(Com informações da France Presse)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos