Bolsas

Câmbio

Fed estende prazo de acordo com BC do Brasil contra crise

Da Redação

Em São Paulo

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) anunciou nesta terça-feira que prolongará por seis meses o arsenal de medidas temporárias adotados no combate à crise.

Essas medidas incluem cinco programas destinados a garantir liquidez nos mercados financeiros, assim como seus acordos de reciprocidade com 13 bancos centrais, entre eles o do Brasil.

No caso do BC brasileiro, a parceria consistia em operações de troca de US$ 30 bilhões por reais até 30 de abril, prazo agora adiado para 30 de outubro.

Segundo o BC brasileiro, o acordo com o Fed "é parte da estratégia de atuação do BC no combate aos efeitos da turbulência financeira internacional sobre a economia brasileira e evidencia a importância da estreita cooperação entre autoridades monetárias na atual conjuntura internacional".

O Fed vai, desta forma, continuar deixando um número cada vez maior de estabelecimentos terem acesso ao refinanciamento em sua margem de desconto e prolongar seu programa de empréstimos semanais de bônus do Tesouro aos bancos.

Além disso, vai manter durante seis meses suplementares dois mecanismos de apoio aos fundos monetários, e um programa de ajuda ao financiamento das empresas.

Esta decisão foi adotada "à luz das tensões persistentes sobre inúmeros mercados financeiros", escreveu o Fed.

O Banco do Japão, que se beneficia da mesma forma de uma linha junto ao banco central americano até 30 de abril, deve examinar a possibilidade de sua prorrogação por seis meses em sua próxima reunião de política monetária, indicou o Fed.

(Com informações da AFP)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos