PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Esquema de Madoff funcionava como uma pirâmide

Da Redação<br>Em São Paulo

12/03/2009 13h04

O gerente de fundos Bernard Madoff, ex-presidente da Bolsa eletrônica Nasdaq, nos Estados Unidos, admitiu montar um esquema de pirâmide financeira chamado Ponzi, no qual pagava juros aos clientes antigos com o dinheiro que era injetado por novos usuários. O prejuízo é estimado em cerca de US$ 65 bilhões.

Ele atraía clientes novos para seus fundos com a promessa de pagar juros mensais bastante atrativos, superiores aos oferecidos pelo mercado. Com os recursos que eram injetados, ele fazia o repasse aos antigos clientes que queriam realizar o resgate de suas aplicações.


A fraude só foi descoberta porque, com o agravamento da crise financeira, houve uma demanda muito grande de clientes querendo fazer resgate e Madoff não tinha dinheiro suficiente para pagar todos os investidores.

Autoridades americanas acreditam que cerca de 3 milhões de pessoas foram prejudicadas pelo esquema fraudulento, das quais 4.500 são latino-americanas, espalhadas pela Argentina, Chile, Brasil, Uruguai, Peru, Colômbia, México e Bahamas.

Madoff tinha clientes de peso, como o jogador de beisebol do Hall da Fama Sandy Koufax, o ator John Malkovich, o senador norte-americano Frank Lautenberg, o incorporador do World Trade Center Larry Silverstein, além dos bancos Royal Bank of Scotland (RBS), BBVA, Santander e BNP Paribas.

O Santander disse ter investido 2,33 bilhões de euros de seus clientes em produtos da empresa Bernard L. Madoff Investment Securities, especialmente por meio de um fundo denominado Optimal Strategic US Equity.

O RBS avisou que pode perder 400 milhões de libras com a suposta fraude se o valor de todos os investimentos for depreciado. O BBVA pode perder 300 milhões de euros e o BNP Paribas estima exposição de 350 milhões de euros. O japonês Nomura informou exposição de quase 28 bilhões de ienes, mas notou que o impacto sobre seu capital deve ser limitado.

Após o escândalo, as autoridades americanas anunciaram a liquidação da administradora de fundos de Madoff e avisaram aos clientes para que percam as esperanças de recuperar o dinheiro.

PUBLICIDADE