Bolsas

Câmbio

Governo usará até R$ 100 bi para garantir crédito de bancos pequenos e médios

Da Redação

Em São Paulo

(Texto atualizado às 14h19)

O Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu garantias para crédito de pequenas e médias instituições financeiras, informaram nesta quinta-feira o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

O Fundo Garantidor de Crédito vai se responsabilizar por até R$ 20 milhões por instituição. No total, o governo pode gastar no máximo R$ 100 bilhões no programa, mas a expectativa é que seja necessário usar uma quantia entre R$ 40 bilhões e R$ 50 bilhões.

A garantia só será usada em caso de intervenção ou de liquidação do banco, de acordo com Meirelles.

O objetivo é permitir que instituições menores e especializadas voltem a competir agressivamente no mercado financeiro, disse Meirelles. O resultado esperado é o aumento da concorrência e a consequente queda do "spread" (diferença entre o que o banco ganha ao emprestar dinheiro e o que paga ao tomar emprestado).

Cada instituição, no entanto, terá um limite de R$ 5 bilhões para emissão de CDBs (Certificados de Depósito Bancário). O prazo para a garantia desses papéis será de 6 meses a 5 anos.

O Conselho decidiu, ainda, manter a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) em 6,25% ao ano para vigorar no segundo semestre. A taxa é usada para corrigir financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e sua definição leva em conta a inflação e o risco-país.

(Com informações da Reuters)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos