Taxa de desemprego fica em 8% em julho, a menor taxa para o mês desde 2002

Da Redação
Em São Paulo

A taxa de desemprego no Brasil caiu pelo quarto mês seguido e ficou em 8% da população economicamente ativa em julho, abaixo dos 8,1% verificados em junho, informou nesta quinta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Esta taxa é a menor desde dezembro e a menor para o mês desde 2002. Em julho do ano passado, a desocupação estava em 8,1% (veja gráfico ao final do texto).

O resultado veio melhor que a expectativa do mercado, que esperava que a taxa ficasse entre 8,3% e 8,6%.


O levantamento é realizado em seis regiões metropolitanas do país. Nessas regiões, verificou-se que há 1,9 milhão de desempregados (número ficou estável na comparação mensal e anual) e 21,3 milhões de pessoas ocupadas, que significa um crescimento de 0,9% em relação a junho de 2009 e uma alta de 1,1% comparado a julho de 2008.

O contingente de trabalhadores com carteira assinada ficou em 9,6 milhões, número 4,2% maior que em julho do ano passado e 1,5% acima do registrado em junho deste ano.

O rendimento médio ficou em R$ 1.323,30 e cresceu 0,5% em relação a junho. Esse valor, por outro lado, é 3,4% superior ao verificado no sexto mês de 2008.

Entre os setores pesquisados pelo IBGE, na indústria a taxa de desemprego ficou estável em julho na comparação com junho, mas caiu 4,7% sobre julho do ano passado. Na construção, houve estabilidade nas duas comparações, assim como no comércio.

Por regiões, o destaque ficou com Belo Horizonte, onde o desemprego caiu 11,3% em comparação com junho. Ja em relação a julho de 2008, o destaque ficou com o Rio de Janeiro, onde o desemprego recuou 15,2%.

No total de pessoas ocupadas, o destaque na comparação mensal ficou com São Paulo, onde cresceu 1,3%. Já na comparação anual, destaque para Salvador e Belo Horizonte, com expansão de 3,6% e 2,1%, respectivamente.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos