Bolsas

Câmbio

São Paulo perde participação no PIB do país, diz IBGE

Da Redação, em São Paulo

O Estado de São Paulo perdeu peso no PIB nacional, revelam dados divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira. Em 1995, São Paulo contríbuía com 37,3% de toda a economia brasileira. Em 2007, esse índice caiu 3,4 pontos percentuais e ficou em 33,9%. O ano de 2007 é mais recente que o IBGE dispõe em suas estatísticas. O PIB é a soma de todas as riquezas produzidas no país.

VEJA A PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS NO PIB (%)

ESTADO19952007
SP37,333,9
RJ11,211,2
MG8,69,1
RS7,16,6
PR5,76,1
BA3,74,1
SC3,43,9
DF4,43,8
GO2,02,5
PE2,32,3
ES2,02,3
CE1,91,9
PA1,61,9
MT1,01,6
AM1,41,6
MA0,91,2
MS0,91,1
RN0,70,9
PB0,70,8
AL0,70,7
SE0,50,6
RO0,40,6
PI0,50,5
TO0,30,4
AP0,20,2
AC0,20,2
RR0,10,2
  • Fonte: IBGE

A economia paulista perdeu participação na indústria geral e em serviços, mas ganhou na agropecuária. A indústria de transformação do Estado teve a maior perda (-4,3 pontos percentuais) dentre todas as 27 unidades da federação.

Segundo o IBGE, essa perda na indústria paulista ocorreu porque houve transferências de alguns setores industriais para outros Estados, com a migração de algumas fábricas para perto da matéria-prima ou do consumidor final. Além disso, também influíram no processo alguns incentivos fiscais para investimento industriais em outros Estados, avalia o instituto.

Não só São Paulo, mas toda a região Sudeste perdeu influência no PIB do país. Entre 1995 e 2007, a participação do Sudeste caiu de 59,1% para 56,4% (São Paulo liderou a queda na região). Já o Nordeste, no mesmo período, teve o maior avanço: de 12,0% para 13,1%.

Apesar da retração, São Paulo continua liderando de longe. Ele representa 33,9% do PIB, enquanto o segundo lugar, o Rio de Janeiro, tem 11,2%. No entanto, o Rio não perdeu nenhuma fatia: na comparação entre 1995-2007, o Estado fluminense ficou como estava (sua participação já era de 11,2% em 1995).

Em 2007, nove Estados, representando 54% do PIB brasileiro, cresceram acima da média (6,1%). Mato Grosso foi o que teve a maior alta: 11,3%.

Regiões

O Sudeste continua com a maior participação no PIB do país que, entre 1995 e 2007, caiu (-2,7 pontos percentuais) de 59,1% para 56,4%. O Centro-Oeste teve avanço: de 8,4% para 8,9%. O Sul também ganhou participação na série (0,4 pontos, de 16,2% para 16,6%).

O Estado que mais perdeu participação na indústria foi São Paulo (- 4,3 pontos percentuais) seguido pelo RS (-1,6 pontos). Grande parte dessa participação perdida distribuiu-se entre os outros seis Estados líderes da indústria nacional em 2007, além de Goiás, Espírito Santo e Pará.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos