Dívida do governo recua 1,11% em outubro em relação a setembro, diz Tesouro

Da Redação, em São Paulo

A Dívida Pública Federal (DPF) diminuiu 1,11% em outubro, para R$ 1,472 trilhão. Em setembro, o estoque do endividamento estava em R$ 1,488 trilhão, segundo o Tesouro Nacional. A DPF representa a soma do endividamento público interno e externo, em reais.

 

Esse resultado se deveu ao comportamento da dívida interna federal em títulos, que caiu 1,09% em outubro, para R$ 1,37 trilhão, e à dívida externa, que recuou 1,38% sobre setembro, passando de R$ 103,04 bilhões para R$ 101,62 bilhões (US$ 58,26 bilhões).

Segundo o Tesouro, a queda na dívida externa se deveu à valorização do real frente às demais moedas no período. Em setembro e outubro, também foram recomprados bônus da República com valor de face total de US$ 202,17 milhões. Para isso, o Tesouro desembolsou efetivamente um total de US$ 259,22 milhões.

O Tesouro informa ainda que de janeiro até outubro de 2009, as recompras resultaram numa redução de juros equivalente a US$ 1,33 bilhão no cronograma da dívida externa que vai até 2040. Desde 2007 as recompras reduziram o fluxo de pagamento de juros projetado ao fim de outubro em US$ 13,1 bilhões.

Dívida interna cai 1,09%

Considerando apenas os compromissos internos (a chamada dívida pública mobiliária federal interna), houve queda de 1,09% em outubro, para R$ 1,37 trilhão, depois de ficar em R$ 1,385 trilhão em setembro.

O Tesouro Nacional fez resgate líquido de R$ 26,01 bilhões em títulos em outubro, e ao mesmo tempo apropriou juros no valor de R$ 10,94 bilhões. Considerando as operações de "swap" cambial, a parcela da dívida atrelada à taxa pós-fixada Selic somou R$ 516,22 bilhões em outubro, ou 37,66% do total do endividamento. Esse percentual é inferior ao do mês anterior, quando as dívidas corrigidas pela Selic representavam 36,9% do total.

Os papéis prefixados passaram do equivalente a 32,67% para 31,23% do total, correspondendo a R$ 428,06 bilhões. A parcela de títulos públicos federais atrelada a índices de preços verificou queda na composição do total, saindo de 28,47% em setembro para 29,16%, ou R$ 399,68 bilhões, em outubro.

Pelos dados do Tesouro, o governo encerrou o mês passado devedor em dólar, no equivalente a R$ 17,03 bilhões, com a posição passiva dessa fatia equivalente a 0,72% do estoque da dívida mobiliária federal interna em outubro. No mês anterior, essa participação era devedora em 0,74%.

(Com informações do Valor Online)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos