Banco Central reduz previsão para o PIB em 2009, mas mantém otimismo com 2010

Da Redação, em São Paulo

O Banco Central reduziu sua estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto) deste ano, mas está mais otimista com os resultados de 2010, segundo informações do Relatório Trimestral de Inflação divulgado nesta terça-feira.  Este ano, diz o BC, a economia deve fechar com crescimento de 0,2%, ante expansão de 0,8% projetada anteriormente.

De acordo com o documento, a mudança reflete o resultado do PIB do terceiro trimestre, que cresceu 1,3% enquanto o mercado esperava alta de 2%, além das revisões de resultados anteriores que foram feitas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), como é o caso do PIB do 2º trimestre, que cresceu 1,1% e não 1,9% como havia sido dito anteriormente.


"A redução na projeção reflete o impacto mais acentuado dos recuos esperados para a agropecuária, de -1,2% para -4,3%, e para a indústria, de -3,3% para -5%", diz o BC.

Para 2010, entretanto, a instituição espera crescimento de 5,8% para o país, devido à "retomada consistente da economia".  Segundo o BC, esta expansão será apoiada na melhora de todos os setores da economia. A previsão é que a agropecuária cresça 3,7%, a indústria expanda-se 7,6%, e o setor de serviços registre alta de 5%.

 Para o consumo das famílias, o BC prevê crescimento de 6,1% devido à melhora no mercado de trabalho e à evolução benigna do cenário de inflação no país. Os gastos do governo devem subir 2,95 no período e os investimentos devem mostrar "recuperação acentuada", com alta de 15,8%.

A instituição também projeta bons números para o comércio exterior.

"As exportações e as importações de bens e serviços, refletindo a retomada gradual da economia mundial e a consolidação de novo ciclo de crescimento na economia brasileira, deverão registrar aumentos anuais respectivos de 12% e 20,5%, em 2010", afirma o relatório.

BC está mais otimista que mercado

 As previsões do Banco Central são melhores que as estimativas do mercado. Segundo o último boletim Focus divulgado pela instituição nesta semana, que contém as projeções das cem principais instituições financeiras do Brasil, o PIB deve encerrar 2009 com queda de 0,23% e encerrar 2010 com alta de 5%.

A estimativa para o ano que vem contida no boletim Focus mostrava alta de 5,03% na semana passada, mas voltou ao patamar de 5% no último relatório.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos