Bolsas

Câmbio

Poupança tem em 2009 a menor rentabilidade nominal em 43 anos

Da Redação, em São Paulo

A poupança rendeu 7,05% em 2009, a menor rentabilidade nominal (sem descontar a inflação do período) da história da aplicação, segundo levantamento da consultoria Economatica, que avaliou dados a partir de 1966.

Para obter o rendimento real, basta descontar a inflação do período. O valor nominal mais baixo havia ocorrido em 2007, quando a rentabilidade nominal foi de 7,77% (veja gráfico ao final do texto).

 

A inflação oficial em 2009, medida pelo IPCA (Indice de preços ao Consumidor Amplo), ficou em 4,31%, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com isso, o ganho real para quem aplicou na poupança foi de 2,63%. Esse índice é superior ao verificado em 2008 (1,89%).

Na prática, quem depositou, no final de 2008, R$ 1.000 na poupança, retirou, um ano mais tarde, R$ 1.070,50. Com o aumento de 4,31% nos preços de produtos e serviços, restou ao poupador R$ 27,40, o que representa ganho real de 2,63%.

O rendimento da poupança é de 6% ao ano mais TR (Taxa Referencial), que é calculada com base na taxa média de juros que os bancos cobram nos CDBs (Certificados de Depósitos Bancários).

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos