Bolsas

Câmbio

Tesouro capta US$ 550 milhões com venda de títulos de longo prazo

Daniel Lima, da Agência Brasil

O Tesouro Nacional divulgou nesta quarta-feira (15) o resultado final da venda de títulos da dívida externa brasileira denominado bônus da República Global 2041, com vencimento em 7 de janeiro de 2041. Foram vendidos US$ 500 milhões nos mercados europeu e norte-americano e US$ 50 milhões no mercado asiático.

Os investidores que aplicaram nos títulos brasileiros nessa operação terão taxas de retorno de 5,202% ao ano – percentual considerado o menor da história para papéis em dólar com prazo de 30 anos. Quando a taxa cai significa que os estrangeiros estão mais confiantes no Brasil e já não precisam elevar o custo do título como um seguro ao risco.

Essa confiança também elevou a procura por papéis brasileiros com a consequente redução na taxa. A emissão foi liderada pelos bancos HSBC e Itaú, além do BB Securities e BNP Paribas. Os recursos entrarão nas reservas internacionais no próximo dia 2.

Para papéis de 30 anos, a menor taxa até agora tinha sido de 5,8% ao ano, obtida com a captação de US$ 1,275 bilhão em setembro de 2009. A menor taxa da história é de 4,547% ao ano na captação de US$ 825 milhões em julho deste ano, mas esses títulos só tinham prazo de dez anos.

O governo vende títulos da dívida externa quando precisa, entre outros objetivos, rolar parte da dívida ou criar uma referência do valor de seus papéis e de empresas brasileiras no exterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos