PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Ações do Banco PanAmericano fecham com queda de 30%

Da Redação, em São Paulo

10/11/2010 12h29Atualizada em 10/11/2010 18h53

A ação preferencial do Banco PanAmericano (BPNM4), que na noite de terça-feira (9) anunciou que vai receber um aporte de seu controlador, despencou nesta quarta-feira e fechou com queda de 29,54% na Bovespa, cotada a R$ 4,77. Ao longo do dia, a desvalorização superou os 30% e chegou ao preço mínimo de R$ 4,35.

O PanAmericano informou, em fato relevante, que o Grupo Sílvio Santos vai injetar R$ 2,5 bilhões na instituição, numa operação destinada a restabelecer o equilíbrio patrimonial e a liquidez do banco.

Os recursos serão obtidos mediante uma operação financeira contratada com o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e integralmente garantida por bens do patrimônio empresarial do grupo. O aporte será feito por meio de crédito na conta "Depósito de Acionista".

Segundo um comunicado divulgado pelo banco, foi firmado um "Termo de Comparecimento" com o Banco Central após terem sido encontradas "inconsistências contábeis" nos balanços, que não estariam refletindo adequadamente a situação patrimonial do banco.

Desta forma, o aporte destina-se a "restabelecer o pleno equilíbrio patrimonial e ampliar a liquidez operacional da instituição, de modo a preservar o atual nível de capitalização", diz o banco.

"Assim, os ajustes que estão sendo realizados nesta data não resultarão em perda patrimonial, vez que estão sendo cobertos integralmente pelo citado aporte", acrescenta o PanAmericano.

O banco informou ainda que o Conselho de Administração do banco elegeu hoje uma nova diretoria: Celso Antunes da Costa Ivan Dumont Silva (presidente), José Alfredo Lattaro, José Henrique Marques da Cruz, Raphael Rezende Neto, Celso Zanin, Eliel Teixeira de Almeida e Mário Ferreira Neto.

O PanAmericano convocará uma assembléia de acionistas para indicar novos membros para o Conselho de Administração, em função do Acordo de Acionistas firmado recentemente entre o Grupo Silvio Santos e a Caixa Participações (Caixapar), que adquiriu 49% do capital votante do PanAmericano. O fato relevante é assinado pelo presidente do Conselho, Luiz Sebastião Sandoval.

Senado

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira requerimento que convida os presidentes do Banco Central, Henrique Meirelles, e da Caixa Econômica Federal, Maria Fernando Coelho, a comparecerem à comissão para falar sobre o aporte de R$ 2,5 bilhões ao Banco Panamericano.

Caso Meirelles e Maria Fernando aceitem o convite, o encontro de ambos com os senadores da comissão deve acontecer na manhã da quarta-feira da semana que vem. O requerimento de convite aos presidentes do BC e da Caixa é de autoria do senador Antonio Carlos Magalhães Júnior (DEM-BA).

A Caixa Econômica Federal adquiriu 49% do capital votante do Banco PanAmericano por R$ 739,2 milhões em dezembro de 2009.

(Com informações do Valor e da agência Reuters)