PUBLICIDADE
IPCA
1,15 Dez.2019
Topo

Dia da Cerveja muda de data para encher bares na sexta-feira

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/08/2013 06h00

Comemorado até o ano passado em 5 de agosto, o Dia Internacional da Cerveja foi alterado pelos criadores norte-americanos para cair sempre na primeira sexta-feira do mês de agosto.

Segundo a assessoria do International Beer Day, a mudança ocorreu porque nas sextas-feiras os bares ficam mais cheios e, portanto, o dia da semana é mais adequado para a comemoração. Se fosse mantido o dia 5, neste ano a celebração seria na próxima segunda-feira.

Apesar de serem pegos de surpresa pela mudança de data, donos de bares na capital paulista preparam promoções e descontos para atrair a clientela.

No Empório Alto dos Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, dois rótulos terão preços promocionais. Três garrafas de 500 ml da cerveja brasileira Bodebrown Cara Preta serão vendidas pelo preço de uma (R$ 26). Duas garrafas de 330 ml da belga Viven IPA serão vendias pelo preço de uma (R$ 22).

“Não temos uma previsão de quanto será o aumento [do consumo] por conta da data, mas, certamente, esperamos a casa cheia, até por se tratar de uma sexta-feira”, diz o sócio Paulo Almeida, 52.

Além de bar, o local funciona como uma espécie de minimercado de cervejas. São cerca de 650 rótulos diferentes, de 25 países (incluindo o Brasil), organizados em prateleiras e corredores. Os preços variam de R$ 6, para uma catarinense Eisenbahn Pilsen de 355 ml, até R$ 250, para uma Brewdog Tokyo Rising Sun, da Escócia. Por mês, a empresa fatura R$ 600 mil.

Em outro bar da capital paulista, o De Bruer, várias cervejas terão preço de duas por uma --como as nacionais Amazon Beer, Eisenbahn, Klein Beer Brown, Mistura Clássica e Way Lager. Os preços vão de R$ 8,50 a R$ 19,50.

O proprietário, Oliver Buzzo, 42, espera um aumento de 20% no movimento por conta da data. “Vamos chamar o pessoal pelas redes sociais e esperamos que venham comemorar conosco.”

O bar tem, aproximadamente, 150 rótulos de cervejas nacionais e importadas no cardápio. O faturamento não foi informado.

Bar lança cerveja de café

Pega de surpresa com a mudança da data comemorativa, a Cervejaria Nacional, em São Paulo, manteve o lançamento da cerveja de café para o dia 5 de agosto, como previa seu cronograma.

“Já fizemos um esforço de divulgação para lançar a bebida na segunda-feira. Mudar agora poderia nos trazer prejuízos”, declara o mestre cervejeiro do bar Guilherme Hoffmann, 23.

A cerveja de café foi criada na fábrica própria do estabelecimento, com a ajuda do mestre cervejeiro norte-americano Doug Odell.

Segundo Hoffmann, a cerveja com café será uma edição limitada. “Foram produzidos 500 litros, que esperamos acabar em uma semana ou menos”, diz.

No lançamento, a bebida custará R$ 12 o copo com 320 ml. Além da cerveja com café, a Cervejaria Nacional conta com cinco receitas próprias de chopes artesanais e mais de 25 rótulos especiais no cardápio. O faturamento não foi informado.

Promoções e descontos atraem clientela

Para o consultor do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e à Pequena Empresa) Gustavo Carrer, promoções e descontos sempre atraem mais clientes para os estabelecimentos.

Os preços mais baixos devem estimular um consumo maior do produto. “Vendendo um maior número de garrafas, o empresário consegue cobrir os descontos que deu e não ficar no prejuízo”, diz.

Carrer afirma, ainda, que aproveitar a data para trazer um novo sabor ou marca de cerveja é uma boa estratégia de marketing para chamar a clientela. “Esses novos sabores podem ser utilizados para aguçar a curiosidade do cliente, ou mesmo serem oferecidas como um brinde”, declara.

Dono do bar e funcionários precisam conhecer bebidas

Para que a estratégia de trazer uma cerveja especial dê certo, o dono do bar e seus funcionários precisam conhecer o produto antes de oferecê-lo ao cliente, diz Adalberto Viviani, consultor da Concept, especializada no mercado de bebidas.

“Servir uma cerveja especial demanda um ritual parecido com o do vinho. Algumas precisam ser mexidas antes de ir para o copo, outras perdem o sabor quando estão em temperatura próxima de zero grau”, afirma.

De acordo com Viviani a venda de cervejas especiais em bares tende a crescer, impulsionada pelo aumento de consumo da nova classe média.

“As cervejas especiais representam menos de 1% do mercado, o que demonstra muito espaço para crescer”, diz.

Segundo a CervBrasil (Associação Brasileira da Indústria da Cerveja), o setor produziu 13,7 bilhões de litros de cerveja em 2012. O faturamento total foi de R$ 63 bilhões.

 

Serviço:

Cervejaria Nacional: Avenida Pedroso de Morais, 604, Pinheiros, São Paulo (SP). Fone: (11) 3034-4318. Site: www.cervejarianacional.com.br

De Bruer: Rua Girassol, 825, Vila Madalena, São Paulo (SP). Fone: (11) 3812-7031. Site: debruer.com.br/restaurante

Empório Alto dos Pinheiros: Rua Vupabussu, 305, Pinheiros, São Paulo (SP). Fone: (11) 3031-4328. Site: www.altodospinheiros.com.br

Economia