Topo

Riachuelo, Natura, Lupo: marcas populares invadem a rua chique Oscar Freire

Aiana Freitas

Do UOL, em São Paulo

2013-09-17T06:00:00

17/09/2013 06h00

Reduto de badaladas grifes nacionais e internacionais, a rua Oscar Freire, nos Jardins, bairro nobre de São Paulo, tem recebido marcas mais populares.

Em novembro, a rede Riachuelo vai abrir uma loja por lá. Marcas como Chilli Beans, Hope, Lupo e Natura, cujo foco nunca foi propriamente a classe A que frequenta aqueles quarteirões, também inauguraram unidades na rua recentemente.

A Riachuelo vai abrir sua loja de 1.600 metros quadrados numa das esquinas da rua Haddock Lobo. O objetivo, diz a empresa, é dar continuidade a um processo de "democratização da moda, oferecendo produtos a um preço justo". Parcerias com estilistas reconhecidos no mercado serão um dos diferenciais do espaço.

Cosmético e roupa esportiva

No mesmo cruzamento, mas do lado oposto ao da Riachuelo, a fabricante de cosméticos Natura, que no ano passado chegou a abrir um espaço temporário na Oscar Freire, vai abrir uma loja fixa no primeiro trimestre de 2014.

A diretora de marketing da Natura, Mônica Gregori, prefere definir o local como "espaço-conceito". Lá, os clientes poderão experimentar produtos e também fazer compras.

A expressão "loja-conceito" (ou seu sinônimo em inglês, "flagship") tem sido empregada por quase todas as novas marcas que estão aportando na região. Para chamar a atenção de um público que vai atrás de grifes como Dior, Victor Hugo e Louis Vuitton, elas apostam em diferenciais que não oferecem em outras unidades.

Cerca de 20% dos óculos vendidos na flagship da Chilli Beans, inaugurada em maio, só são encontrados lá. A loja tem, ainda, um palco para apresentações culturais, e o segundo andar funciona como galeria de exposições.

A Lupo também escolheu a região para abrir, há cerca de um ano, a primeira loja Lupo Sport do Brasil. A megaloja, de 180 metros quadrados, vende apenas roupas esportivas da marca.

Lojas nem sempre são lucrativas

Os investimentos das empresas na Oscar Freire tem um significado importante. Além de concentrar grandes grifes de luxo, a região é referência, em São Paulo, quando o assunto é moda.

"A Oscar Freire é uma espécie de entrada para o clube de varejistas maduros. A maioria das operações não gera lucro, mas as empresas têm um ganho indireto na imagem. Funciona mais como marketing", diz Marcos Hirai, sócio-diretor da consultoria BG&H Gouvêa de Souza.

Para ele, quando uma empresa como a Riachuelo decide abrir uma loja na região, é porque ela quer ser reconhecida como uma marca de moda. Não por acaso, a maioria aluga imóveis amplos, com espaços para festas, onde possa se relacionar com a imprensa e promover eventos.

Hirai cita o exemplo da Havaianas, que abriu uma loja-conceito na Oscar Freire em 2009. "Para ela, chegar lá foi um marco decisivo. A loja foi fundamental para firmar a Havaianas como marca de moda."

Mais Economia