IPCA
0.13 Mai.2019
Topo

Após bronca de Dilma, ministro diz que Cade vai decidir futuro da TIM

Pedro Ladeira/Folhapress
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

2013-09-30T15:18:23

2013-09-30T16:26:40

30/09/2013 15h18Atualizada em 30/09/2013 16h26

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta segunda-feira (30) que o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) é a esfera governamental que vai decidir se a TIM (TIMP3) terá que ser vendida, caso a espanhola Telefónica assuma o controle da Telecom Italia, dona da TIM.

"A presidente Dilma está totalmente certa e o Cade tem que examinar a concentração de mercado. Não devemos ficar falando porque a briga não é aqui no Brasil", declarou.

Na semana passada, uma fala do ministro sobre o caso foi desautorizada pela presidente Dilma Roussef. Ele havia afirmado que o grupo espanhol Telefónica não poderia ter o controle das operadoras Vivo e TIM no Brasil porque isso seria contra a legislação do país.

A presidente Dilma Rousseff afirmou, no dia seguinte, que a declaração do ministro representava sua opinião pessoal, e não a visão do governo.

Telefónica negocia controle da Telecom Italia

A Telefónica, dona da Vivo no Brasil, negocia o controle da Telecom Italia, dona da TIM no país.

As duas empresas são concorrentes diretas no país: a Vivo possui 28,7% do mercado de telefonia celular no Brasil e a Tim, 27,2%.

(Com Reuters)

(Com Reuters)

Mais Economia