IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Cachaça


Rapper Snoop Dogg faz propaganda de cachaça brasileira nos EUA

Do UOL, em São Paulo

21/08/2015 06h00

O rapper norte-americano Snoop Dogg se tornou o garoto-propaganda da cachaça brasileira Cuca Fresca nos Estados Unidos. Desde o início do ano, ele aparece em vídeos e ações promocionais da marca no país.

A cachaça artesanal é produzida em Minas Gerais, na cidade de São José da Barra, mas ainda não é comercializada no Brasil. É uma bebida fabricada para exportação.

Segundo a empresa, o foco hoje são os EUA, onde ela é vendida desde que a marca foi criada, em 2006, o Canadá e países da América Central. Há planos de vendê-la na Europa até o final deste ano e no Brasil até o ano que vem.

Artista é sócio da empresa brasileira

Além de ser o embaixador da marca, Snoop Dogg é acionista da empresa desde o final do ano passado.

Só em 2014, ele faturou cerca de US$ 10 milhões, segundo informa a revista "Forbes" em sua lista de artistas de hip hop mais ricos do mundo. Dogg já investiu em outros negócios do ramo de bebidas.

O artista disse à revista que se interessou por fazer parte de uma empresa brasileira após passar alguns dias aqui para gravar o videoclipe da música "Beautiful" (veja neste link encurtado: http://zip.net/bqrSBr), em parceria com Pharrel Williams, no Rio de Janeiro. "Eu me apaixonei pela cultura e pelas pessoas no Brasil", falou.

O vídeo de uma das campanhas exibidas nos EUA mostra paisagens do Rio de Janeiro, como o Cristo Redentor e a Baía da Guanabara, seguidas por cenas com Snoop Doog cercado de mulheres e dizendo "você não vai conseguir ser legal se for igual a todo mundo. Beba diferente."

De acordo com o jornal britânico "Financial Times", o mercado norte-americano é a mais nova fronteira a ser desbravada pela cachaça, bebida tipicamente brasileira feita a partir da cana de açúcar. Por lá, diz o jornal, o rum ainda tem preferência. 

* Uma versão anterior do texto informava, erroneamente, que Snoop Dogg tem uma fortuna de US$ 10 milhões. Na verdade, ele faturou esse montante apenas em 2014. 

Alambique de cachaça tem dois séculos de tradição

Mais Cachaça