IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Leilão em São Paulo tem vinhos raros com garrafas de R$ 50 a R$ 40 mil

Do UOL, em São Paulo

01/12/2015 06h00

Centenas de garrafas de vinhos especiais e raros serão leiloadas nesta terça-feira (1º) em São Paulo. O maior lance inicial pedido por uma só garrafa é de R$ 40 mil (o tinto francês Romanée-Conti Monopole 1990). O menor é de R$ 50 (o português Quinta de Roriz Vintage Port 2000).

Os vinhos que serão vendidos têm origens diversas: alguns pertenciam a famílias e colecionadores que decidiram se desfazer das garrafas, outros estavam parados no estoque de importadores. 

No total, são 245 lotes de produtos de países como França, Itália, Chile, Argentina e Estados Unidos, entre outros.

De dezenas a milhares de reais

Alguns lotes têm apenas uma garrafa; outros, várias unidades.  

Um lote com seis garrafas de vinho tinto Domaine de la Romanée-Conti tem lance inicial de R$ 45 mil, o maior do leilão.  Por garrafa, em média, dá R$ 7.500. O lote tem garrafas da mesma safra e vinícola, mas de diferentes vinhedos (Romanée-Conti Grand Cru 1997, La Tache Grand Cru Monopole 1997, Richebourg Grand Cru 1997, Grands Echezeaux Grand Cru 1997, Echezeaux Grand Cru 1997 e Romanée-Saint-Vivant Grand Cru 1997).

O lance inicial mais baixo, de R$ 50, é para um lote com uma garrafa de Saint Romain Sous Roche 2006 Cote de Beaune e uma de Domaine de Chassorney Cote de Beaune, ambos da região da Borgonha, na França.

Conforme pessoas interessadas dão seus lances, o valor mínimo dos lotes vai subindo. Como em qualquer leilão, leva o lote quem der o lance mais alto.

Para participar, é preciso fazer cadastro

O leilão será realizado pela Dedalo Leilões em parceria com a Superbid. Os lances podem ser dados pela internet, no site http://zip.net/bvss7v (link encurtado e seguro), até as 20h desta terça-feira.

Quem quiser dar lances precisa primeiro fazer um cadastro no site da Superbid, clicando na aba identificada com o número 1 (Como participar - Habilite-se).

Pessoas de qualquer parte do país podem participar do leilão. Como os lotes estão todos armazenados em São Paulo, compradores de outras cidades terão de arcar com o custo do frete.

O pregão presencial será realizado na noite desta terça na Dedalo Leilões (Rua Oscar Freire, 232 casa 7, Jardins, São Paulo).

Mais Economia