PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quarta, 9 de março

Alexander Vestri

Do UOL, em São Paulo

09/03/2016 19h57

Mercado financeiro

A Bolsa chegou a subir 1,5% durante a manhã, mas fechou em queda de 0,89%, com 48.665,09 pontos. Essa foi a segunda baixa seguida do índice Ibovespa, que ainda acumula valorização de 13,72% no mês e de 12,26% no ano.

A baixa de hoje foi puxada, principalmente, pelo recuo das ações da Vale, que caíram 3,20% e foram vendidas a R$ 10,88.

O mau desempenho de bancos também ajudou a puxar para baixo a Bovespa. As ações do Itaú Unibanco recuaram 3,32%, vendidas a R$ 30,85. E as do Bradesco se desvalorizaram 4,53%, e foram negociadas a R$ 25,10.

O dólar teve o segundo dia seguido de queda. A moeda norte-americana caiu 1,12% e foi cotada em R$ 3,697, menor valor desde 20 de novembro de 2015.

Leia mais

 

Inflação desacelera

A inflação no país perdeu força e fechou fevereiro em 0,9%, contra 1,27% em janeiro. Os gastos com educação e alimentos foram os principais responsáveis pela alta de preços.

Esse foi o menor resultado mensal desde outubro do ano passado. No acumulado de 12 meses, a inflação chegou a 10,36% e, mesmo ainda elevada, já mostra sinais de desaceleração. O objetivo do governo é manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, com tolerância de até 6,5%. No ano passado, o índice fechou em 10,67%.

Leia mais

 

Fluxo cambial

A saída de dólares do país superou a entrada em fevereiro. O fluxo cambial teve um saldo negativo de US$ 9,294 bilhões. Esse foi o pior resultado mensal desde dezembro de 2014. Os dados são do Banco Central.

O resultado foi puxado pela conta financeira, por onde passam investimentos diretos, que teve um saldo negativo de US$ 11,231 bilhões, o terceiro mês seguido no vermelho. e também o pior desempenho desde dezembro de 2014.

Leia mais


 

De olho na restituição do IR 2016

A Receita já marcou as datas para pagar as restituições do Imposto de Renda deste ano. O primeiro dos sete lotes normais vai ser liberado em 15 de junho.

O valor da restituição vai ser depositado no banco indicado pelo contribuinte. Têm prioridade no recebimento as pessoas com 60 anos ou mais, as com doenças graves e as com deficiência física ou mental, desde que não caiam na malha fina. Depois, recebem as que enviaram primeiro a declaração.

Leia mais
 


Indústria brasileira

A produção industrial brasileira subiu em 8 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE em janeiro na comparação com dezembro do ano passado.

Na série com ajustes sazonais, o Estado de Santa Catarina teve o melhor desempenho entre as regiões, com alta de 3,7%. Pernambuco, Amazonas e Espírito Santo, tiveram os piores desempenhos, todos com recuo de 2,1%.

Leia mais

 

Indústria paulista

A produção industrial do Estado de São Paulo, principal parque de fábricas do país, caiu 16% em janeiro em relação ao mesmo mês de 2015. Os setores de produtos eletrônicos e de veículos puxaram a baixa. Os dados são do IBGE.

O resultado foi pior do que a queda da produção industrial brasileira geral no período, que recuou 13,8%.

Leia mais
 


Melhor esperar...

A equipe da presidente Dilma Rousseff quer adiar para o segundo semestre o envio ao Congresso da proposta de reforma da Previdência. A avalição é que agora não há clima político para discutir um tema tão polêmico.

Para o Ministério da Fazenda, alguns dos temas a serem vistos são a criação de uma idade mínima única para homens e mulheres se aposentarem, e a padronização de regras para aposentadoria rural e dos servidores públicos.

Leia mais
 


Incentivos ao petróleo

O governo federal publicou medidas para incentivar o setor de petróleo e gás. Ao todo podem ser liberados US$ 120 bilhões em investimentos. A estimativa é do Ministério de Minas e Energia.

As medidas incluem autorização para a Agência Nacional de Petróleo, a ANP, prorrogar concessões de campos da Rodada Zero de 1998, quando foram ratificados os direitos da Petrobras sobre os campos que estavam em produção antes da quebra do monopólio da estatal.

A ANP também vai ter 30 dias pra pedir que concessionárias de campos sem produção nos últimos seis meses retomem a atividade nos próximos 12 meses ou transfiram os direitos de exploração para outras empresas.

Também faz parte das medidas a prorrogação do Repetro, que é o regime aduaneiro especial de exportação e importação de bens destinados para atividades de pesquisa e produção de petróleo.

Leia mais
 


Agenda

Amanhã o Banco Central vai divulgar a ata do Copom, que compila as perspectivas para a economia nos próximos meses com base em indicadores econômicos.

A FGV divulga a primeira prévia do IGP-M de março.

O IBGE vai apresentar dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de fevereiro.